Coupe de l’Avenir Motocross, Open: 11.º lugar para Portugal em fim-de-semana azarado

Por a 2 Outubro 2022 21:00

chuva dificultou a vida aos mais de 100 pilotos que participaram na 50.ª edição da Coupe de l’Avenir em Quievran, Bélgica.

Nas duas mangas da classe Open, disputadas este domingo num circuito muito pesado, Sandro Lobo Alexandre Marques deram o melhor para trazer um bom resultado para Portugal, depois da lesão sofrida por Fábio Costa no sábado.

Sandro Lobo começou a primeira manga na 16.ª posição e rapidamente começou a subir na classificação. O piloto da Yamaha rodou em 12.º durante grande parte da corrida mas uma quedarelegou-o para 15.º.

Na segunda manga, o jovem de Alverca arrancou em 13.º mas ascendeu ao 10.º lugar logo na segunda volta. Era muito fácil cometer erros na lama do circuito belga e o campeão nacional de MX125 Júnior não foi exceção e uma nova queda atirou-o para 18.º. Lobo não desistiu e recuperou até ao 15.º lugar.

5.º mais rápido nos treinos, Alexandre Marques saiu da grelha em 10.º na primeira manga chegou a ocupar a 9.ª posição. No entanto, uma queda fê-lo cair na classificação e o piloto da Husqvarna desceu para 13.º.

3.º no campeonato suíço de MX2, Marques estava determinado em mostrar o seu valor na segunda manga mas várias quedas impediram-no de ir além do 20.º posto apesar de ainda ter rodado em 12.º.

Azarado esteve Fábio Costa. O piloto da Lourinhã sofreu uma queda nos treinos cronometrados da Coupe de l’Avenir na Bélgica e teve de ser evacuado para o hospital. Com queixas numa perna, os exames viriam a detetar uma fractura na tíbia.

O jovem havia sido o 10.º mais rápido nos treinos livres da classe Open em Quievrain e estava a rodar muito bem no circuito belga. Infelizmente, “na rampa dum salto, o pé bateu nos regos e fui cuspido” disse-nos o próprio.

No cômputo final, Portugal terminou na 11.ª posição na classe Open na edição que marcou meio século da criação da Coupe de l’Avenir, prova por onde já passaram quase todos os pilotos que viriam depois a sagrar-se campeões do mundo de Motocross.

Classificação 1.ª manga Open

Classificação 2.ª manga Open

Classificação geral individual Open

Classificação final por nações Open

  1. Grã-Bretanha, 21 pontos
  2. França, 36 pontos
  3. Bélgica, 43 pontos
  4. Letónia, 53 pontos
  5. Bélgica 2, 61 pontos
  6. Finlândia, 105 pontos
  7. Irlanda, 108 pontos
  8. Estónia, 111 pontos
  9. Suíça, 150 pontos
  10. Suécia, 51 pontos
  11. Portugal, 63 pontos
  12. Islândia, 102 pontos

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x