MotoGP, 2020: Razali, Manager da Petronas: “Só falta falar com o Rossi”

Por a 17 Maio 2020 15:30

Razlan Razali, gestor da equipa Malaia Yamaha Petronas, que está cada vez mais fortemente associada a Valentino Rossi na sequência do anúncio de que Fabio Quartararo integrará a equipa principal da Monster Energy em 2021, falou em detalhe da possibilidade da formação receber Rossi para o ano.

“A ideia de Valentino vir andar para nós parece–nos cada vez melhor à medida que o tempo passa. Para nós, como equipa, é importante manter uma certa estabilidade em termos de desempenho queremos manter o Frankie (Morbidelli) que pode trazer isso, mas o Valentino pode, não só trazer orientações à equipa e aio próprio Frankie, mas também seria um bónus para a história da equipa. Vimos de um ponto em que se está a tornar um ano muito mau, com todas estas dificuldades, e para o Valentino, que tem 9 títulos Mundiais, também não é justo nem agradável acabar uma carreira tão distinta desta forma, é melhor para ele continuar e nós podemos ser a plataforma para isso…”

Razali é conhecido pela sua paixão e boa disposição

“Já tivemos um número de reuniões com a Yamaha, puramente sobre o aspeto técnico, o “e se o Valentino vier?…” estamos falar da moto, dos custos… Também já falámos com a Petronas, ao mais alto nível, infelizmente ainda não fizemos uma reunião para falar com o Sr. Rossi propriamente dito…”

“Valentino não é apenas mais um piloto, ele é uma lenda viva, um Campeão com 9 títulos Mundiais, e tem um vasto conhecimento. Ao mesmo tempo, para nós, lamento dizer, mas ninguém é acima da equipa, o que conseguimos o ano passado já foi muito bom, em termos da estrutura, em termos do pessoal e queremos manter as coisas assim… Estamos no nosso segundo ano e não vamos fazer mudanças de 360 graus para acomodar uma pessoa…

“Ao mesmo tempo, não queremos o Valentino só para acabar a carreira connosco, queremos que ele se dê bem, que tenha resultados e seja competitivo, que lute pelo pódio… Acho que isso é importante, que ele se sinta bem e não género “estou na minha última época, que se lixe”…

“Portanto, se ele nos mostrar que, na sua idade, ainda consegue ser competitivo, tudo pode acontecer nesse ano!! Se ele quiser prolongar para outro ano, ou seja o que for, pode ser discutido!”

“Até nos sentarmos com ele e sabermos o que ele espera de nós e ele saber o que se espera dele, é tudo especulativo, e ainda nem estabelecemos essa comunicação!”

“Para nós, para o ano em MotoGP, o piloto principal é o Frankie Morbidelli, acho que temos de lhe dar o melhor, ele é a nossa prioridade Nº1, mesmo que o Vale se junte a nós, e essa é outra coisa que tem de ser discutida…”

“Cheguei a falar com o Jorge (Lorenzo), que me parecia rejuvenescido pela ideia de correr outra vez e muito motivado, mas era cedo demais para falar da equipa, mais uma vez, se a época tivesse decorrido normalmente e ele tivesse feito o seu “wild card” com bons resultados, quem sabe? Toda a gente quer andar numa Yamaha, todos os “rookies”, portanto temos por onde escolher… se fosse um ano normal, mas não é!”

“Por isso, para nós neste momento é muito difícil pensar em Jorge Lorenzo ou qualquer outro piloto da MotoGP. Idealmente, agosto para nós é o prazo final absoluto para decidir sobre o segundo piloto, porque precisamos de ter tudo planeado a tempo, com a Yamaha, com toda a gente, e também pela atitude mental dos pilotos, para lhes dar estabilidade e foco, logo, acho que é uma coisa que temos de ter decidida por essa altura!”

 

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x