MotoGP, Tempo mínimo de qualificação e idades mínimas: o que muda em 2022

Por a 23 Dezembro 2021 17:00

A Comissão de Grandes Prémios reuniu para anunciar algumas mudanças nas regras para as épocas futuras.

As novas regras incluem tempos mínimos de qualificação, idades mínimas para participar no Moto3 e Moto2 em 2023 e também algumas alterações técnicas. As decisões foram tomadas por Carmelo Ezpeleta (presidente da Dorna), Paul Duparc (FIM), Hervé Poncharal (IRTA), Lin Jarvis (Yamaha – MSMA) e Paolo Ciabatti (Ducati – MSMA).

Nas qualificações para as corridas, os pilotos devem atingir um tempo pelo menos igual a 105% do tempo marcado pelo piloto mais rápido da sessão (regra também válida nos treinos livres). Anteriormente, a margem válida era de 107%.

Já nas idades mínimas, as licenças apenas são entregues aos pilotos quando a idade mínima for cumprida. No caso, 16 anos no Moto3 e no Moto2 (18 anos em 2023) e 18 anos no MotoGP.

Na classe de Moto3, é aplicada uma exceção ao vencedor do campeonato do mundo de Moto3 júnior ou do Red Bull MotoGP Rookies Cup, podendo competir como piloto contratado, wild-card ou piloto substituto.

Nesse caso, aplica-se a regra de uma idade mínima de 15 anos em 2022, 16 em 2023 e 17 em 2024. Vai ser garantida uma exceção aos pilotos que começarem o campeonato de Moto3 em 2022 com 16 anos, para que possam continuar em 2023. Para pilotos substitutos ou wild-cards de Moto2 ou Moto3 em 2022, a idade mínima é de 17 anos.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x