MotoGP, Miguel Oliveira explica as duas quedas da primeira sessão de treinos

Por a 13 Maio 2022 15:53

O português Miguel Oliveira (KTM) teve hoje um primeiro dia difícil em Le Mans, sendo 21.º classificado após as duas primeiras sessões de treinos livres do Grande Prémio de França. O português explica o que motivou as duas quedas na primeira sessão, dizendo ainda que a dor que sente o limitou na sessão da tarde.

“Duas quedas muito atípicas, na primeira partiu-se um componente que agarra o amortecedor, e, ao partir, a mota ficou sem aderência nenhuma e caí. Na segunda queda, saí para a pista com os pneus que tinha de sair, devido ao facto de termos de poupar pneus para hoje e para amanhã, saí com pneu duro atrás e o pneu estava demasiado frio. Em relação às mazelas, o pulso e o dedo, nada fraturado, mas dói-me um bocadinho. Limitou-me um pouco à tarde, mas vamos ver o que o dia de amanhã tem para oferecer”, disse.

“Nas duas primeiras saídas, tentei adaptar-me à dor que sinto, não posso fechar a mão por completo. Todas as voltas, menos a última, foram com bandeira amarela e tínhamos de abrandar. Foi o que foi possível hoje”, referiu.

“Vamos ver, não sei se vou estar a 100% amanhã, mas vamos com motivação e temos bons dados ao lado para comparar e pormos a mota competitiva para estarmos mais acima”, concluiu.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x