MotoGP, 2021: Sam Lowes critica a Aprilia

Por a 6 Janeiro 2021 15:00

A Aprilia chegou ao MotoGP na mesma altura que a Suzuki e a KTM. Quando fazemos um balanço destas três marcas na categoria em 2021, é evidente que a fábrica de Noale é a que evoluiu menos

"Se outro piloto montasse na Aprilia e andasse bem, eu pensaria de forma diferente!”

A Aprilia parece ter-se mantido no mesmo ponto, enquanto os austríacos têm três vitórias e a marca de Hamamatsu foi campeã mundial com Joan Mir.

Todas as temporadas, é anunciado aos adeptos da RS-GP que será desta, mas a moto continua a ficar aquém do esperado.

Agora, Sam Lowes, que fez uma breve passagem pelo MotoGP como piloto de fábrica da Aprilia, explica as possíveis razões.

A sua passagem pela marca foi profundamente dececionante e quase custou a carreira ao inglês, que entretanto recuperou, revelando-se em Moto2. Ele lembra-se deste período complicado e não poupa críticas aos homens do projeto RS-GP, quando disse numa entrevista recente:

“Só há idiotas lá dentro, pessoas estúpidas que se protegem e não entendem como funcionam as coisas. Não respeitam os outros. Nas corridas, tudo se baseia no respeito e isso falta-lhes.”

Palavras diretas que traem um ressentimento de Sam Lowes em relação a Aprilia. Mas o inglês defende-se, citando razões objetivas para o seu argumento: “Se outro piloto montasse na Aprilia e andasse bem, eu pensaria de forma diferente. Mas no final, é sempre uma anedota.”

E como exemplo, Lowes cita a incerteza com o segundo piloto de 2021.

O nome do homem que se juntará a Aleix Espargaró em 2021 ainda é desconhecido, o que, para Lowes, é injustificável.

“Como se pode chegar ao mais alto nível nas corridas, ser uma equipa de fábrica e fazer algo assim? É bom para mim, porque mostra que algumas coisas ainda estão a acontecer como eu digo.”

Lowes aproveitou para defender os seus compatriotas Smith e Redding: “Escusado será dizer que o Bradley deveria ocupar este lugar se tiverem apenas estes dois pilotos. Mas deve haver algo mais em jogo. É muito estranho e sinto muito por eles.”

Sobre Redding, que também quase se afundou após o seu período na Aprilia, comenta: “Logo a seguir a mim, o Scott também sofreu, depois foi para a BSB e ganhou corridas e o título e a seguir foi para o Mundial de Superbike e continua a ganhar corridas. Estamos agora a falar do seu possível regresso ao MotoGP. Praticamente gozou com a Aprilia, atirou o fato ao público depois de terminar em último em Valência em 2018. Mas é assim que eles te fazem sentir e agora ele está outra vez na frente, porque é um grande piloto.”

Entretanto, nenhum piloto de nova geração considerou a oferta do segundo lugar na RS-GP, preferindo continuar em Moto2. Os veteranos Lorenzo, Crutchlow e Dovizioso também recusaram, enquanto a equipa da Gresini que alinha com a marca já indicou que não vai continuar a colaboração no final deste ano…

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x