MotoGP, 2021, Mugello: Agora é Tardozzi que fala de 8 Ducati na grelha em 2022

Por a 20 Maio 2021 17:00

O chefe da Ducati Lenovo Team, Davide Tardozzi, admitiu que a fábrica de Bolonha poderia colocar oito motos na grelha de 2022, enquanto prosseguem as negociações com a VR46 Racing e a Gresini

No entanto, ao falar ao jornal italiano La Gazetta Dello Sport, Tardozzi disse que, dessas oito Desmosedici, só um máximo de cinco seriam máquinas de fábrica completas.

O Diretor Desportivo da Ducati, Paolo Ciabbati, já tinha afirmado antes que a hipótese de oito motos Ducati na grelha é uma possibilidade muito real.

Com a decisão aguardada ansiosamente, e provavelmente para ser revelada em Mugello daqui a uma semana, já é sabido que Valentino Rossi reduziu a sua escolha à Yamaha ou Ducati para a sua equipa VR46 apoiada pela Aramco, a petrolífera Saudita, na MotoGP.

A marca italiana está a negociar com a VR46 e com a equipa Gresini, enquanto a Dorna já deu luz verde para ter mais dois lugares na grelha de 2022.

Há dias, Ciabbati dissera em declarações à GP One: “Já o fizemos no passado, pensamos que podemos gerir uma situação assim”.

“A Ducati pode dar-se ao luxo de gerir oito motos porque já o fez no passado”, confirmou Tardozzi. “Até há três anos atrás tínhamos também a equipa Aspar. É possível, mas não significa que vá acontecer. Agora, é absurdo pensar em 8 motos de fábrica porque não faz sentido.

Este ano, por várias razões, demos uma moto de fábrica ao Jorge Martin que está no seu primeiro ano, mas um rookie não precisa de uma máquina de fábrica, precisa de uma moto de fábrica para encontrar esse último décimo. É preciso ter a experiência primeiro. Na minha opinião, quatro é o número certo, e a Ducati também poderia dar-se ao luxo de fazer mais uma.”

“VR46 com Ducati? Não é verdade que só falta a assinatura, há muitos detalhes que precisam de ser afinados. E há outras fábricas que estão a fazer as suas avaliações e ofertas. Até à data, nada foi assinado e estão em curso discussões com a VR46 e a Gresini”.

Se a Ducati concordar com os termos para mais duas motos na grelha, será uma continuação das boas notícias para a equipa de Bolonha, com Miller a levar duas vitórias consecutivas nos últimos 2 Grandes Prémios e Francesco Bagnaia a um ponto da liderança do título após uma boa recuperação em Le Mans.

Já há rumores de que a forma espantosa do australiano resultará numa extensão antecipada do contrato com a equipa, que seria anunciada na próxima ronda de Mugello e permitira a Miller concentrar-se no ataque ao título de MotoGP.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x