MotoGP 2021: Dovizioso não aceita a Honda a qualquer preço

Por a 31 Janeiro 2021 17:00

O seu nome continua a surgir como um possível substituto para Márquez, e agora Andrea Dovizioso comentou pessoalmente a especulação, enfatizando que não iria para a Honda a qualquer preço

“Ainda me sinto como um piloto de corridas!” Andrea Dovizioso

Andrea Dovizioso não conseguiu encontrar um lugar no campo de MotoGP depois da separação da Ducati, e decidiu contra o papel de piloto de testes e, em vez disso, tirar um ano sabático.

“Dovi” nunca quis falar em demitir-se, mas o regresso como piloto regular para 2022 era o objetivo, sublinhou em Novembro, na sua última participação no Mundial em Portimão.

No entanto, no âmbito da temporada de MotoGP de 2021, o nome do homem de 34 anos de Forli continua a aparecer, porque ainda é questionável se Marc Márquez estará apto para o início da temporada.

O empresário de Dovi, Simone Battistella, disse recentemente que o vice-campeão de MotoGP de 2017, 2018 e 2019 está definitivamente pronto caso seja chamado pela Honda. No entanto, até agora, isso não foi o caso.

Além disso, a HRC já tem um substituto nas suas fileiras com o piloto de testes Stefan Bradl.

Agora, Dovizioso falou pessoalmente sobre a especulação da Honda: “Estou aberto a ofertas, mas neste momento não estou à procura de um lugar para voltar ao MotoGP a qualquer custo. Só estou interessado em certos projetos. E é por isso que… Se houver uma possibilidade, em 2021 e 2022, então serei o primeiro a falar sobre isso. E se não, não é um problema.”

Então, o 15 vezes vencedor do MotoGP aceitaria se a Honda ligasse?

“Depende de como. Não é só receber uma chamada. Como disse, não estou necessariamente a tentar andar em MotoGP, senão teria feito as coisas de uma forma diferente“, disse o ex-piloto da fábrica da Ducati.

“Tem de haver um projeto e vontade de o desenvolver em conjunto. Não é apenas: ‘Vamos tentar’. Estou habituado a fazer as coisas bem. Se houver essa intenção de ambos os lados e a vontade estiver lá, então podemos falar sobre isso.”

Porque é que o experiente italiano decidiu contra um contrato de piloto de MotoGP?

“Para ser franco, não me sentia preparado para ser apenas um piloto de testes – não que seja um trabalho sem importância. Mas ainda me sinto como um piloto de corridas, e neste momento, um piloto de motocross”, acrescentou com um sorriso.

5 2 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x