MotoGP, 2021, Aragón: Maverick Viñales entusiasmado na Aprilia

Por a 13 Setembro 2021 15:59

O recém-chegado à Aprilia Maverick Viñales viu a bandeira de xadrez em 18º na sua primeira corrida para os italianos, sem pontuar e com Valentino Rossi atrás dele toda a corrida

 “O arranque foi fantástico, mas preciso de melhorar a inserção em curva!”

Maverick Viñales terminou a sua primeira corrida de MotoGP para a Aprilia na 18ª posição. O espanhol de 26 anos teve Valentino Rossi, agora com 42 anos, mesmo atrás dele durante muito tempo, mas no final conseguiu uma vantagem de cinco segundos sobre o seu antigo companheiro de equipa da Yamaha.

O companheiro de equipa Aleix Espargaró, entretanto, chegou a um quarto lugar decidido em Aragón a 20 segundos da frente.

No final, MVK12 ficou 27 segundos atrás do vencedor da corrida Francesco “Pecco” Bagnaia, ilustrando as diferenças mínimas em MotoGP atualmente.

“A corrida foi bastante positiva. Compreendi como a Aprilia se comporta e onde temos de trabalhar. É evidente que precisamos de melhorar numa área em que também fomos demasiado lentos, numa determinada secção da pista, e que isso impediu melhores tempos por volta”.

“No início, perde-se mais de um segundo por volta quando se começa de tão longe na grelha. Tentei concentrar-me no meu próprio fluxo. O ritmo não era mau, não estava assim tão longe dos melhores. Mas nas primeiras voltas numa corrida preciso de compreender melhor algumas coisas sobre a moto antes de poder realmente atacar para chegar lá”.

Viñales disse: “O arranque foi fantástico, estava muito curioso em saber como seria. Claro que havia pilotos à minha frente, e eu não sabia quanto podia arriscar. Mas foi positivo, tinha sensação na moto e também me senti bastante bem. Mas não conheço a moto suficientemente bem para pressionar mais para já. Se eu tivesse começado quatro filas mais à frente, seria diferente”.

Maverick foi ainda mais específico: “Preciso de melhorar muito a inserção em curva. Estava habituado a fazer as coisas de certa forma até agora, mas agora tenho de mudar um pouco o meu estilo de pilotar nessa área. No entanto, ainda me falta a confiança para implementar isso, mas certamente que virá. Mas a tração foi bastante boa e os pneus aguentaram-se bastante bem. Fui capaz de atacar até ao fim e isso é muito positivo. Há algumas coisas… Os rapazes têm de me ajudar e eu próprio tenho de resolver algumas coisas. No final tenho de ser rápido mais de 40 minutos, mas mais cedo ou mais tarde isso também virá”.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x