MotoGP, 2021, Aragón: “Aragón exige pneus traseiros”, avisa Valentino Rossi

Por a 7 Setembro 2021 18:30

Valentino Rossi espera uma boa sensação no MotorLand Aragón, mas ao mesmo tempo a estrelada  Yamaha Petronas aponta novamente a maior dificuldade como a a aderência traseira, quando se prepara para mais uma vez partilhar a boxe com Jake Dixon

“Aragón pode ser muito exigente quando se trata de níveis de aderência, especialmente na roda traseira”

Valentino Rossi quer levar a boa sensação do Circuito de Silverstone com ele para MotorLand Aragón.

“Senti-me bem com a moto durante todo o Grande Prémio, especialmente porque nas sessões de treino tivemos talvez o nosso melhor ritmo da época. A partida para a corrida também foi boa, eu estava numa posição em que podia lutar com os mais rápidos”.

“Espero agora que tenhamos novamente o mesmo sentimento este fim-de-semana“, acrescentou a superestrela de 42 anos, que advertiu, contudo: “Mas Aragón pode ser muito exigente quando se trata de níveis de aderência, especialmente na roda traseira”.

E como é sabido, sérios problemas de aderência na roda traseira já fizeram com que, depois de um ótimo arranque, “Vale” baixasse para o 18º lugar em Silverstone.

Em Aragón, que tem sido parte do calendário do campeonato mundial desde 2010, o nove vezes campeão mundial subiu ao pódio três vezes.

“Apesar de ter estado no pódio algumas vezes, nunca lá ganhei”, recorda o piloto da Yamaha Petronas. “O traçado da pista é bom e rápido, mas também é complicado de fazer. É preciso andar muito suavemente para se ser forte no final da corrida. Vamos ver o que vai acontecer. Estou definitivamente desejoso de lá voltar depois de ter faltado às corridas no ano passado”, disse “Vale” referindo-se à sua pausa obrigatória devida ao Covid-19 em Outubro de 2020.

Pela segunda vez, Rossi partilhará a boxe com Jake Dixon este fim-de-semana. Depois de Silverstone, o velho mestre atestou ao estreante do MotoGP: “Ele fez um bom trabalho. Nas qualificações fez 2:00.8 , o que já é um bom tempo de volta. Ele sente-se bem na moto, penso que foi um fim-de-semana positivo para ele. Claro que montar a M1 é um sonho para um piloto de Moto2. E penso que ele aproveitou essa oportunidade de uma forma positiva”.

Por seu lado, antes do seu segundo fim-de-semana de MotoGP, o jovem de 25 anos de Dover disse: “Estou realmente ansioso por Aragón: ter outra oportunidade de montar a M1 é simplesmente fantástico. Isso deixa-me muito feliz. Quero agradecer à equipa por me ter dado a oportunidade de voltar a andar na moto e ver o que posso fazer. Quero ver como posso melhorar durante o fim-de-semana e tentar fechar a diferença para os da frente. Claro que são os melhores do mundo, mas eu tenho uma grande equipa e acredito que é possível. Sinto que estou a trabalhar bem com a moto e vamos dar mais um passo em frente este fim-de-semana”.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x