MotoGP, 2020, Europa: Os pensamentos de Franco Morbidelli

Por a 6 Novembro 2020 14:30

Depois da sua soberba performance em Teruel, Morbidelli é agora quarto na classificação geral e volta a ser candidato ao título

Para o italiano, a pressão é praticamente nula e, nas suas palavras, ele está a “sentir-se ótimo”. Uma grande receita para mais um fim de semana enorme, já que tem Viñales, Quartararo e Mir a uma distância irrisória de 25 pontos.

“Sinto-me muito bem, tenho uma grande sensação com a moto, especialmente na última corrida, gostei muito de andar nela e senti-me muito bem”, disse Morbidelli, que está agora firmemente na moldura dos candidatos ao título. “Talvez o Alex (Rins) e eu nos juntássemos à festa um pouco tarde, mas estamos a tentar pôr a conversa em dia.

“Vou falar por mim, mas vou dar tudo nestas últimas três corridas para conseguir o Campeonato porque estamos aqui agora a lutar por isso, e precisamos de apontar para isso e não ter arrependimentos no final do ano. Seja qual for o caminho que vai, será um Campeonato positivo para mim e um bom Campeonato de qualquer maneira, mas nesta altura, a três corridas do fim e 25 pontos atrás e tendo a dinâmica que temos, temos de apontar para algo grande.”

Morbidelli também tocou num termo que foi usado frequentemente na conferência de imprensa pré-evento, e que provavelmente ouviremos muito nas próximas três semanas: pressão.

“Acho que estar numa luta por um Campeonato é um sentimento particular, é uma sensação estranha e forte. É um sentimento que tive em 2017 e que a maioria destes pilotos já teve no passado. Ter essa sensação de novo é certamente agradável, mas mau ao mesmo tempo, mas tenho a certeza que sou um dos tipos que sente menos esse ‘mau sentimento’, porque estou a 25 pontos de distância e preciso de recuperar, preciso de fazer tudo na perfeição para conseguir a liderança, por isso, basicamente, não tenho nada a perder.”

“Acho que os que estão para trás, estão numa posição vantajosa desta forma, mas uma posição desvantajosa no ponto de vista dos pontos. Estamos atrasados, por isso temos de fazer tudo perfeito, mas talvez tenhamos menos pressão para podermos forçar um pouco mais em comparação com os da frente.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x