MotoE, 2020, Le Mans: Torres coroado vencedor do Mundial de elétricas 2020

Por a 12 Outubro 2020 15:00

A Corrida 2 das MotoE pode ter sido ganha por Tuuli, mas quem fez a festa foi Jordi Torres, que com o seu 6º venceu o Mundial das eléctricas

Jordi Torres (Pons Racing 40) é o vencedor da Taça do Mundo ENEL de Motos Elétricas 2020. O estreante espanhol terminou em 6º a Corrida 2 no Grande Prémio de França para conquistar o título, numa corrida que viu Niki Tuuli (Avant Ajo) regressar às vitórias pela primeira vez desde a primeira corrida de MotoE.

O herói da casa Mike Di Meglio (EG 0,0 Marc VDS) e Josh Hook (Octo Pramac MotoE) completaram o último pódio da campanha de MotoE de 2020, em mais um encontro dramático em Le Mans.

Antes da corrida, Torres precisava de um oitavo lugar ou melhor para ser coroado vencedor do Mundial de 2020, independentemente do que os seus rivais fizessem. Saindo da pole, Torres teve um arranque decente, mas não tão bom como Tuuli. O finlandês agarrou a frente com Torres muito perto na Curva 3, enquanto drama se desenrolava mais atrás.

Eric Granado (Avintia Esponsorama Racing) caiu na Curva 3 e ainda tocou nas costas de Torres, mas felizmente o espanhol não foi afetado, embora Alejandro Medina (Openbank Aspar Team) também caísse. Torres emergiu incólume da chicane à justa, com Tuuli a liderar Di Meglio e Hook.

Tommaso Marcon (Tech3 E-Racing) caiu então na Curva 7, com Torres a descer para 6º atrás de Maria Herrera (Openbank Aspar Team) e do rápido a arrancar Dominique Aegerter (Dynavolt Intact GP).

Sexto era o suficiente para Torres, mas logo passou por Herrera, com Di Meglio a assumir a liderança do Grande Prémio de casa na Volta 2. O trio à frente consistia de Di Meglio, Tuuli e Hook, com Aegerter em 4º, longe demais para montar um ataque ao pódio.

Torres estava feliz em 5º e com razão. Mais adiante, Tuuli retomou a liderança de Di Meglio e Matteo Ferrari (Trentino Gresini MotoE) estava a caçar Torres e, com Aegerter em 4º, Ferrari precisava de 5º para empatar os pontos com o suíço para o segundo na classificação geral.

Na última volta, Tuuli ainda se manteve forte, e Ferrari conseguiu levar a melhor sobre Torres na última volta, mas isso não importava a Torres, que cruzou a meta 6º para vencer o título.

Um momento maravilhoso para o ‘Elvis Espanhol ‘ que fez tudo o que tinha de fazer para se tornar apenas o segundo vencedor do Mundial de MotoE.

O homem de Rubí acabou por terminar com 17 pontos de vantagem sobre Ferrari e Aegerter na corrida pelo título e mereceu a coroa de 2020… parabéns a Torres e à equipa!

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Elétricas
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x