Moto2, 2021: Sam Lowes em situação irregular?

Por a 6 Julho 2021 15:00

O recente caso de Sam Lowes, no que respeita ao regulamento sobre o direito de residência no espaço Schengen, é um episódio que merece atenção

Tudo começou com uma revelação do site Speedweek de que um britânico, piloto de profissão, tinha sido verificado pelas autoridades holandesas no aeroporto e considerado em violação. Aparentemente, o indivíduo teria passado mais de 90 dias na UE nos últimos 180 dias, o que é proibido aos cidadãos britânicos desde o Brexit a 1 de Janeiro de 2021.

Por eliminação de partes dos (poucos) britânicos nas grelhas, o site veio a identificar Sam Lowes.

O Britânico, entretanto, respondeu às suspeitas levantadas pela Speedweek sobre uma posição irregular no espaço Schengen no que diz respeito ao direito de residência.

Esta revelação também não deixou a equipa Marc VDS indiferente durante o fim-de-semana, pois o inglês não é apenas o seu piloto, mas também o parceiro da coordenadora da equipa Marina Rossi, um casal feliz que também são pais de uma menina, Kathryn (acima). Só por este facto, Lowes seria normalmente considerado residente sem problemas.

A equipa da cervejeira belga, cuja empresa está sediada na Suíça, assegurou que “Sam Lowes adere aos regulamentos europeus e a todos os regulamentos nacionais relativos ao direito de residência”.

Na sua rede social, Sam Lowes interveio para assegurar que toda a situação era apenas um “mal-entendido” e que não compromete de nenhum modo a sua presença no resto da temporada de Grande Prémio.

O que se sabe é que Sam Lowes completou uma sessão de treino de supermotard organizada pelo director desportivo Joan Olivé em 18 de Fevereiro com a equipa VDS em Vendrell, perto de Tarragona, em Espanha. Depois realizou-se um teste privado de Moto2 com a Marc VDS no dia 2 de Março em Valência. No entanto, não se sabe se Lowes regressou a Inglaterra entre Vendrell e Valência.

Depois fez o Grande Prémio de Portugal a 18 de Abril, esteve em Jerez a 2 de Maio, em Le Mans a 16 de Maio, em Mugello a 30 de Maio e na Catalunha a 6 de Junho, seguindo-se o Sachsenring 20 de Junho e Assen 27 de Junho, o que completa um período contínuo de 130 dias, se de facto não regressou a Inglaterra.

É, portanto, bastante possível que Sam Lowes tenha excedido o limite máximo de 90 dias da UE na primeira metade de 2021.

Por nós, é tudo uma estupidez, e considerando as ligações de amizade que existem, Lowes devia juntar-se a outros expatriados no Algarve, como Eugene Laverty ou Joe Roberts e resolver o problema!

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x