Moto2, 2021: Lowes treina com cores especiais Marc VDS

Por a 3 Março 2021 16:30

A Marc VDS Racing Team com Sam Lowes e Augusto Fernandez aproveitou o teste privado de dois dias de Moto2 no circuito Ricardo Tormo, em Valência e apareceu em cores especiais de inverno

O meu ritmo foi rápido, apesar de termos feito tantas alterações que não fui para a pista duas sessões seguidas com a mesma moto” Sam Lowes

A equipa Marc VDS vai competir com um novo patrocinador titular, pois o fabricante francês de lubrificantes Elf substituiu a Estrella Galicia 0.0.

No entanto, as novas cores para o Campeonato do Mundo de Moto2 de 2021 só serão reveladas a 15 de março.

Esta segunda e terça-feira, Sam Lowes e Augusto Fernandez completaram o primeiro teste privado da sua temporada num especial design de teste de inverno.

No circuito GP de Valência, Lowes completou um total de 173 voltas em dois dias de teste e o triplo vencedor da temporada de 2020 parecia satisfeito:

“Foi um teste muito bom. As previsões meteorológicas não eram boas, mas felizmente a pista manteve-se seca e isso significa que pudemos fazer muitas voltas e testar muitas coisas.”

O britânico de 30 anos disse: “É bom fazer o meu primeiro teste a sério com a equipa, porque perdi grande parte da pré-época do ano passado devido a uma lesão no ombro. Não estávamos preocupados com o tempo por volta, o meu foco era trabalhar na moto e fazer o trabalho que já não temos de fazer no fim de semana de corrida. Foi muito positivo. Como sempre, também descobres coisas que não funcionam bem durante os testes. Mas também é positivo, porque depois sabes que já não tens de experimentar. O meu ritmo foi rápido, apesar de termos feito tantas alterações que não fui para a pista duas sessões seguidas com a mesma moto.”

Para o seu companheiro de equipa Fernández, que trabalhou pela primeira vez com o seu novo chefe de equipa Lucio Nicastro, foram quase 150 voltas ao fim de dois dias.

“Temos trabalhado para perceber o que o outro está a fazer e focar-nos no que preciso da moto para poder mostrar o meu potencial. Foi um teste muito interessante nesse respeito”, revelou o espanhol de 23 anos.

“Não sou o mais rápido, mas não era esse o objetivo destes testes. Tive a sensação de ter encontrado a sensação na moto que perdi no ano passado. Gostei muito. Ainda há muito trabalho a fazer, mas estes dois dias mostraram-me que posso seguir em frente com muita confiança e otimismo”, disse o espanhol, que terminou apenas em 13º lugar no Campeonato do Mundo do ano passado.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x