Lorenzo corre atrás da galeria de ouro do MotoGP

Por a 19 Abril 2016 14:42

Na história do Mundial de MotoGP, apenas cinco pilotos foram capazes de inscrever o seu nome como vencedores do campeonato por duas equipas diferentes. Esse será sem dúvida o objetivo de Jorge Lorenzo já em 2017 quando passar a ocupar um lugar na Ducati.

O primeiro a conseguir este feito foi o britânico, Geoff Duke, que aos seus três títulos com a Gilera 500cc, juntou em 1951, um titulo com a Norton. Depois de Geoff Duke foram necessários 22 anos para outro piloto se juntar a esta restrita galeria. Giacomo Agostini, conquistou 7 títulos de campeão do Mundo aos comandos da MV Agusta entre 1967 e 1972. Em 1975 Agostini volta a ser campeão, mas desta feita ao serviço da Yamaha.

Eddie Lawson é outro que está na galeria de ouro depois de ter conquistado o Mundial em 1984,1986 e 1988 com a Yamaha e em 1989 com a Honda.

Depois existe Valentino Rossi que entre 2001 e 2003 conquistou três títulos ao serviço da Honda e a partir dai rumou para a Yamaha com quem conquistou quatro campeonatos (2004, 2005, 2008 e 2009). No final de 2010, mudou de armas e bagagens para a Ducati na tentativa de se tornar no primeiro piloto da história a conseguir vencer por três marcas diferentes, o que nunca aconteceu e Rossi acabou por voltar à Yamaha. A lista fica completa com o australiano, Casey Stoner, que ao título conquistado em 2007 com a Ducati, juntou o de 2011 com a Honda.

Resta saber agora se Jorge Lorenzo será capaz de fazer melhor que Rossi na equipa de Borgo Panigale e assim juntar-se à lista claramente dominada pelo seu grande rival e até ao final desta temporada companheiro de equipa na Yamaha.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png