SSP, Argentina, Corrida 2: Aegerter festeja o título, Cluzel vence!

Por a 17 Outubro 2021 20:08

O terceiro lugar de Dominique Aegerter foi o suficiente para se consagrar  campeão do mundo de Supersport de 2021.  Jules Cluzel fez ‘barba e cabelo’, com outro triunfo esmagador no Circuito de San Juan Villacum.   

A corrida pelo título do Campeonato Mundial de Supersport da FIM acabou na ronda argentina, com Dominique Aegerter (Ten Kate Racing Yamaha) a ser coroado Campeão de 2021 com um terceiro lugar; Jules Cluzel (GMT94 Yamaha) somou outra vitória impressionante na América do Sul.

DRAMA DESDE O INÍCIO

Cluzel e Can Öncü (Kawasaki Puccetti Racing) fizeram boas partidas logo que luzes se apagaram, assim como Steven Odendaal (Evan Bros. WorldSSP Yamaha Team), mas o sul-africano, que precisava de superar o rival pelo título Dominique Aegerter por pelo menos três pontos para manter o campeonato vivo até à Indonésia, foi ao solo após contato na Curva 1 com Manuel Gonzalez. O incidente ficou sob investigação pelos Comissários da FIM no WorldSBK.

Com Odendaal a ter que lutar para voltar aos primeiros, Aegerter acabou coroado Campeão do Mundo depois de terminar em terceiro lugar – o seu primeiro título de Campeão do Mundo na sua campanha de estreia no WorldSSP.

A recuperação de Odendaal acabou na 15ª volta depois de uma queda em que o piloto pisou a risca branca delimitadora da pista.  

O incidente inicial de Odendal com Gonzalez, permitiu a Cluzel e Öncü lutarem na frente do pelotão nas primeiras fases da corrida de 19 voltas, smepre com Cluzel sob pressão da estrela turca. Quando a corrida entrou na segunda metade, Cluzel começou a afastar-se de Öncü para conquistar a sua quarta vitória no circuito de San Juan e mantendo seu recorde de 100% na Argentina. Öncü conseguiu manter o segundo lugar pelo seu segundo pódio consecutivo e o terceiro da sua carreira no WorldSSP.

BATALHA PELO TERCEIRO …

Peter Sebestyen (Evan Bros. WorldSSP Yamaha Team) foi um beneficiário do incidente na Curva 1 quando ele passou para o terceiro lugar enquanto procurava o seu pódio inaugural, mas logo se viu sob pressão de Aegerter e Niki Tuuli da Finlândia (MV Agusta Corse Clienti ) Ambos conseguiram passar pelo piloto húngaro.

Aegerter iria reclamar o terceiro lugar depois de cair para o nono na largada após o incidente da primeira volta para garantir o seu primeiro título de Supersport com um pódio, tornando-se o segundo piloto suíço em três anos a conquistar o título.

Foi também o décimo título WorldSSP da Ten Kate Racing e o primeiro com a Yamaha.

Hannes Soomer (Kallio Racing) conseguiu um bom quarto lugar. Valentin Debise (GMT94 Yamaha) chegou ao sexto lugar no seu regresso às pistas após lesão, à frente do finlandês Vertti Takala (Kallio Racing) em sétimo lugar. Glenn van Straalen (EAB Racing Team) obteve seu melhor resultado no WorldSSP com o oitavo lugar, à frente de Marcel Brenner (VFT Racing), enquanto Gonzalez conseguiu se recuperar para garantir um resultado entre os dez primeiros.

CLASSIFICAÇÃO CORRIDA 2

1º Jules Cluzel (GMT94 Yamaha)

2º Can Öncü (Kawasaki Puccetti Racing) + 2.157s

3º Dominique Aegerter (Ten Kate Racing Yamaha) + 5.525s

4º Hannes Soomer (Kallio Racing) + 12.152s

5º Peter Sebestyen (Evan Bros. WorldSSP Yamaha Team) + 12.979s

6º Valentin Debise (GMT94 Yamaha) + 16.864s

MUNDIAL DE SUPERSPORT 2021

1º Dominique Aegerter (Ten Kate Racing Yamaha) 381 PTS – Campeão do Mundo

2º Steven Odendaal (Evan Bros. WorldSSP Yamaha Team) 313

3º Manuel Gonzalez (Yamaha ParkinGO Team) 275

4º Jules Cluzel (GMT94 Yamaha) 241

5º Philipp Oettl (Kawasaki Puccetti Racing) 241

6. Can Öncü (Kawasaki Puccetti Racing) 163

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x