SBK, 2020: Surpresa com regresso de Melandri!

Por a 17 Julho 2020 17:00

O vice-campeão mundial de SBK 2011 e campeão do mundo de 250 em 2002, Marco Melandri, regressará à ação em 2020, substituindo o lesionado Leon Camier na Equipa Barni pelo resto da temporada.

O italiano de 37 anos estará a bordo da Ducati Panigale V4 R, à procura de resultados fortes para a equipa, que ainda não participou numa prova esta temporada.
A carreira de Melandri levou-o diretamente para o ranking do MotoGP nas suas classes mais pequenas, mas desde que ingressou nas SBK em 2011, foi uma das estrelas constantemente a lutar pelo título.

Ingressou na equipa da Fábrica da Yamaha no seu primeiro ano, e conseguiu uma vitória logo na segunda ronda, antes de levar mais três. Em 2012, mudou-se para a BMW oficial, onde deu ao fabricante alemão uma memorável primeira vitória em Donington Park.

Mais cinco vitórias aconteceram nesse ano e Marco manteve-se com a BMW em 2013, lutando novamente pelo título, somando três vitórias.

Quando a BMW se retirou em 2014, mudou-se para a equipa Aprilia, com seis vitórias alcançadas e terminando em quarto lugar, a um ponto dos três primeiros lugares.
Depois de dois anos de distância, Melandri voltou em 2017 com a equipa da Ducati Aruba Racing, e conseguiu a primeira vitória em casa em Misano. Continuou com a equipa por uma segunda temporada e saiu a lutar na Austrália e no evento de abertura da temporada em Phillip Island.

Uma dupla vitória, incluindo uma dramática batalha na última volta com Jonathan Rea, de Kawasaki, na Corrida 2, viu-o liderar a classificação, embora não tenha regressado às vitórias.

Em 2019 voltou à Yamaha com um pódio na sua primeira corrida, antes de mais dois terem chegado em Jerez no final do ano.
Falando sobre o regresso de choque, Melandri disse: “A situação era bastante surreal, em condições normais nunca pensei que voltaria, mas parece que o destino me escolheu. Este longo e tranquilo período regenerou-me e fez-me esquecer todas as coisas negativas em que me estava a concentrar antes.”

“Depois, uma a uma, situações quase incríveis alinharam: arrependi-me de não ter tido a oportunidade de andar na Ducati Panigale V4 R e agora a oportunidade está lá, na moto da Barni Racing, que tem suspensões Showa e desde o período de MotoGP que sempre me senti muito bem com esse produto.”
“Vai ser um Campeonato com apenas seis rondas, tudo na Europa em pistas de que eu gosto, por isso vai ser um esforço limitado e focado no tempo. Se havia alguém que me convencesse a voltar, era Marco Barnabó. Acho que a Equipa Barni é a equipa certa para mim, uma “família pequena” onde há vontade de crescer, mas também de se divertir a trabalhar com paixão. Sei que terei uma moto vencedora e os melhores componentes, por isso também gostaria de agradecer a Claudio Domenicali, Paolo Ciabatti, Gigi Dall’Igna e toda a equipa da Ducati por esta oportunidade.”

O diretor da equipa, Marco Barnabó, está entusiasmado por ter Melandri com a sua equipa para o resto do ano, dizendo: “Depois de tudo o que aconteceu, precisávamos de um piloto experiente que já conhecesse as pistas, os pneus e o Campeonato. Marco mostrou grande entusiasmo e grande desejo de voltar ao jogo, e a sua abordagem convenceu-nos de que ele é a escolha certa. O seu valor não está em causa e, além disso, só fez uma corrida a menos do que os outros. É como se nunca tivesse parado. Acreditamos que num cenário estranho como este, ele pode ser uma mais-valia e a Ducati também nos apoiou nesta escolha.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x