Fred Bottoglieri em Triumph Street Triple 765 arrasa no Circuito de Jerez com duas vitórias à Geral na Ronda 2 do Troféu Naked Bikes

Por a 23 Maio 2023 17:40

Depois das estreias da ronda 1, a caravana rumou para o circuito de Jerez – Ángel Nieto, para a sua ronda 2, a única fora de Portugal nesta época, tendo animado esta ronda inaugural do Campeonato Andaluz de Velocidad e proporcionado um ambiente especial às corridas dos Troféus de Naked Bikes (TNB).

Piloto Fred Bottoglieri em Triumph Street Triple 765 – Vencedor das 2 Corridas da 2ª Ronda do TNB

As previsões meteo e a autoestrada Sevilla/ Jerez interrompida devido à queda de granizo no dia da chegada, ensombravam as perspectivas para esta ronda, mas, felizmente, o tempo esteve perfeito durante todos os dias, tendo a chuva aparecido somente após a segunda corrida do fim-de-semana.

Apesar dos ausentes da primeira ronda terem aparecido, houve três ausências a registar (Duarte Amaral #10 e Marco Perez #49 da S1000R Cup e António Reis #88 da Tuono Cup) somando mesmo assim 14 participantes, com 9 na TNB1 e 5 na TNB2, com os troféus a registarem a presença mínima.

Dos 14 presentes, dois estreavam-se na catedral do motociclismo da Andaluzia: João Curva #54 o duplo vencedor à geral da ronda inaugural, com a sua BMW S1000R, e o rookie da TNB2, Daniel Coelho #40 com a sua Kawasaki Z900, gerando grande expectativa no paddock e aos próprios.

As Triumph Street Triple 765 de Charton Cyril e Romain Berton

Depois do excelente desempenho das Street Triple 765 no Estoril, havia também grande expectativa sobre o seu desempenho numa pista onde a potência faz menos diferença, por contrapartida da qualidade dos chassis e dotes dos pilotos.

Tal como acontece sempre que as Naked Bikes visitam os nacionais do país vizinho, estas correm com grelha própria, ie, sem integrarem outras categorias, apesarem de partilharem a pista nos treinos livres e cronometrados. Desta vez, calhou partilhar com a promoção 1000 e 600 do campeonato Manchego (FCMM), levando para a pista o total de 36 motos e proporcionando outro tipo de comparações. Com este contexto presente e as estreias anunciadas, o fim-de-semana anunciava-se promissor e não defraudou ninguém (ou quase), mas vamos ao que interessa!

Treinos Cronometrados

Com tantos pilotos em pista e apesar de haver duas sessões de qualificação para um total de 45 minutos, foi difícil aos pilotos fazerem voltas limpas, mas tal não foi obstáculo para a primeira surpresa, ou não, do fim-de-semana ao ver uma TNB2 fazer a pole à geral! Pois é, a Street Triple 765 de Frédèric Bottoglieri #11 consegue a primeira pole à geral de uma TNB2 ao registar 1:52,668, deixando o 2º, a BMW M1000R de Paulo Vicente #62 a quase 7 décimas e a única a rodar no segundo 52!  É obra!! De realçar que o combinado de tempos com a promo manchego, dariam a Bottoglieri o 4º posto da geral combinada a pouco mais de 2s do melhor!! Fantástico!!Atrás destes dois, surgiu a S1000R de Curva, que na sua estreia neste circuito, consegue rodar no segundo 53 e ficar somente a 97 milésimas de Vicente! Muito bom!!

Mas as surpresas não ficaram por aqui, pois as Street Triple de Romain Bérton #83 e de Cyrille Shertenleib #74, ficaram logo a seguir, com o primeiro a rodar em 54 e o segundo a iniciar o grupo do segundo 55 que incluiu a Tuono 1100V4 de Luis Franco #22, a S1000R de Ricardo almeida #31 e a Tuono 1100V4 de Miguel Sousa #5. Ricardo Pires #14 com a sua GSX1000 é o único em 56, com a regressada Tuono 1100V4 de Anselmo Vilardebó #12 a abrir o grupo do segundo 57 que incluiu a Z900 do estreante Coelho e a também regressada S1000R de Nuno Farias #21. De realçar que Vilardebó e Farias ainda recuperam das lesões sofridas e que Coelho descobre Jerez nesta 2ª ronda de estreia nos TNB. Muito bom! Atrás destes fica a Z900 de Marcos Leal #73 que começa a acusar a idade, a moto, não o piloto, e a S1000R de Luis Metello #6 que melhorou o seu tempo da época passada em quase 1s (parabéns!!), produzindo a diversidade que tem caracterizado este início de época dos TNB.

Resultados Treinos Cronometrados

Corrida 1

Com 12 voltas para fazer, os 14 pilotos alinhados na grelha de partida os semáforos apagam-se e é a M1000R de Vicente quem faz o holeshot! Vicente mantém a liderança durante as primeiras duas voltas, mas é passado pela Street Triple 765 de Bottoglieri à terceira volta e depois pela S1000R do estreante Curva a 3 voltas do fim, terminando em 3º da geral atrás dos vencedores da TNB1 e 2!

A primeira surpresa, ou não, foi a fantástica vitória à geral de uma TNB2 nas mãos de Bottoglieri, repetindo o feito da época passada em Aragón! Com um ritmo muito forte, rodando entre 51 alto e 52 baixo, Bottoglieri esteve inalcançável e depois de ir para a frente nunca mais ninguém o viu! Curva, a segunda surpresa do dia, seria, eventualmente o único capaz de ir com ele, pois também só ele conseguiu rodar no segundo 51, vencendo a TNB1! Fantástica estreia num circuito que desconhecia. Muito bom!Um pouco mais atrás, a Street Triple de Bérton começou por andar na frente de Curva, mas depois de passado por este, teve a companhia da S1000R de Almeida que problemas eléctricos condicionaram a prestação, conseguindo, mesmo assim, fechar o pódio da S1000R Cup. Depois de Almeida, foi a vez de Bérton medir-se com a Tuono 

11000V4 de Franco, perdendo no final o 4º posto à geral para este, que aproveitou para somar a vitória na Tuono Cup. Este P4 esteve bem animado!

Atrás destas caramuças, a GSX1000 de Pires ainda consegue superar a S1000R de Farias a meio da corrida, enquanto atrás as posições fixam-se. Fixam-se mais ou menos, pois a Z900 de Leal, recupera de um arranque menos bom e inicia um duelo de 11 voltas com a Z900 do estreante Coelho, conseguindo este levar a melhor sobre aquele. Muito boa prestação de quem se estreia na modalidade, nas nakeds e no circuito. A fechar a classificação, fica a Tuono de Vilardebó que faz uma corrida à defesa pois a lesão ainda está “fresca”, e a S1000R de Metello que rodou consistentemente no seu ritmo, tendo respondido muito bem às bandeiras azuis no final das 12 voltas.

O azar do dia foi para a Street Triple de Shertenleib que se despistou ainda no início da primeira volta, felizmente sem consequências de maior tanto físicas como materiais, mas o suficiente para dar por cumprido o fim-de-semana. Acontece, faz parte, mas irá de certeza regressar já na próxima ronda com a motivação que se lhe conhece.

Corrida 2

Depois de um excelente convívio no méson El Rancho com a simpática presença da equipa do Pedro Fragoso #10, alguns aproveitaram o pequeno warm-up de Domingo para “acordar” para a última corrida do fim-de-semana que prometia uma meteo instável.

Felizmente a chuva não apareceu, e apagados os semáforos, é outra vez a M1000R de Vicente que faz o holeshot mas desta vez só consegue resistir a Bottoglieri até à curva 5, onde este lhe faz o exterior e constrói a diferença suficiente para conter a maior potência da BMW. Vicente ainda perde a frente na forte travagem para a curva Pedrosa, mas consegue recuperar e manter a posição até ao final. 

Vicente não teve a vida simplificada, pois a Street Triple de Bérton andou a cheirar-lhe a roda até meio da corrida. O piloto ia super motivado para fazer história, mas uma tentativa de ultrapassagem demasiado optimista na forte travagem para a curva Lorenzo, relega-o para a nona posição conseguindo, mesmo assim, recuperar depois até P6 da geral, garantindo a repetição do 2º lugar no pódio TNB2!! Félicitations! A S1000R de Curva, que vinha na cola de Bérton, aproveita a escaramuça deste com Vicente e, momentaneamente, sobe a 2º da geral. A potência da M ajuda Vicente a recuperar a posição logo na recta principal, terminando Curva logo atrás, mas repetindo a vitória na S1000R Cup.

As Kawasaki Z900 de Daniel Coelho e Marcos Leal

Um pouco mais atrás, com a discussão da liderança da Tuono Cup em jogo, a Tuono 11000V4 de Franco segue a Tuono de Sousa até 3 voltas do fim onde desfere o seu ataque, ganha a posição e repete a P4 à geral e a vitória no troféu! O troféu está animado!!

Atrás destes, os duelos para a sexta posição viram vários protagonistas começando por ser a GSX1000 de Pires, depois a S1000R de Farias que aguentou até à sexta volta, perdendo a posição para a Z900 de Coelho que a aguentou até à volta 8, perdendo-a novamente para Farias que depois teve de a entregar a Bérton, que vinha de faca-nos-dentes a recuperar desde lá de trás. Farias ainda teve de ceder a P7 à S1000R de Almeida na última volta, depois deste recuperar do problema eléctrico (outra vez?!) que o tinha relegado para último nas duas primeiras voltas!! 

A Z900 de Coelho termina na frente da GSX1000 de Pires que, por sua vez termina na frente da Z900 de Leal que foi baixando de posições ao longo da corrida. Atrás deste chegou o duo Vilardebó e Metello que assim cumpriram o fim-de-semana sem espinhas a fazerem o que mais gostam !!!

Foi mais um fim-de-semana fantástico, cheio de histórias, umas melhores que outras, com a geral e os pódios a terem outros protagonistas, reforçando a aposta do promotor de incluir estas visitas a Espanha!
 
A próxima ronda dos Troféus de Naked Bikes acontece no fim-de-semana de 17 a 18 de Junho no Estoril no regresso da caravana ao CNV.
 
Depois desta primeira ronda, ficámos com as seguintes classificações de onde se destaca o comando à geral da TNB2 de Bottoglieri:
Fred Bottoglieri o grande vencedor à Geral das duas Corridas da 2ª Ronda do TNB em Jerez
Piloto João Curva conquista o 2º lugar à Geral e mantém-se em parado em pontos com Bottoglieri
Paulo Vicente Piloto e Organizador do Troféu TNB a conquistar o 3º lugar à Geral com a sua BMW S1000R M

Galeria

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x