BMW R Nine T “COYOTE” by FUEL MOTORCYCLES

Por a 17 Julho 2018 13:13

A BMW R Nine T Urban GS é um dos modelos da gama R nine T e foi desenhada pela BMW com inspiração na famosa R80 GS dos anos 80 que pilotada por Hubert Auriol venceu o Rallye Paris Dakar em 1981.

A versão COYOTE da R Nine T aqui apresentada é uma preparação levada a cabo pelo atelier catalão Fuel Motorcycles a pedido da própria BMW Motorrad. Considerando que a Urban GS tem de origem algumas limitações em termos de utilização Off-Road, daí a designação “Urban”, a equipa da Fuel decidiu dotar a sua versão Coyote de verdadeira aptidão para o todo-o-terreno e criar uma verdadeira GS, uma Dual Sport Bike a partir da R Nine T e aproximar o seu look ao da R80 do Hubert Auriol.

De fábrica a R Nine T Urban GS vem com o tradicional motorBoxer de 110 CV e 86 ft/lbs de binário às 6.000 rpm. As suspensões dianteiras são telescópicas convencionais, na traseira monta mono-amortecedor e o assento é bi-lugar. A moto pesa de origem 221 Kg e monta pneus mistos apropriados para estrada e alguns caminhos fora da mesma.

O projecto COYOTE da Fuel começou precisamente a partir de uma Urban GS que foi examinada ao pormenor com o objectivo de conseguir uma redução de peso substancial e dotá-la de verdadeira aptidão para o fora de estrada colando à imagem da original R80 do Paris Dakar.

Logo de início decidiu-se que o depósito original e banco seriam elementos que teriam que ser substituídos e que certamente se teria que adoptar um novo sistema de escape que o afastasse do contacto com mau piso , pedras e obstáculos normais no off-road.

Ao nível do guiador também se adoptou um mais apto para o Off-Road , do estilo Scrambler, e também se introduziram novos guarda-lamas metálicos, na frente e atrás, num estilo mais retro, e uma proteção de motor em alumínio. As suspensões foram revistas, o banco procurou-se maior apoio e conforto e o farol dianteiro com grelha de proteção completou o look retro da R nine T COYOTE.

Para encaixar o novo depósito e banco a Fuel foi obrigada a produzir um novo sub-quadro. O novo depósito foi retirado de uma Suzuki GT 250 e a bomba de gasolina colocada no original foi adaptada num pequeno reservatório adicional. Houve o cuidado de fazer coincidir a linha inferior do depósito com a linha inferior do assento, mantendo o estilo clássico directamente associado a esta realidade.

Os escapes foram realizados de raíz e as curvas dos coletores passaram a dar a volta por cima das cabeças do motor boxer sendo que os colectores passaram a estar protegidos com banda anti-aquecimento para proteger as pernas do piloto. As ponteiras são também clássicas tipo mini megafone e incluem uma pequena grelha de proteção.

Nas suspensões dianteiras foram substituídas e introduzidos novos cartuchos interiores totalmente ajustáveis da conhecida marca Andreani. O amortecedor traseiro foi também substituído por outro da marca Ohlins. O motor boxer passou a respirar melhor graças à abolição da unidade catalizadora e à adopção de novos filtros da K&N que emparelham com o maior fluxo dos escapes montados. Nas rodas de raios foram montados pneus de todo o terreno Continental TKC 80.

O resultado é na nossa perspectiva excelente e pode inclusivamente vir a influenciar a própria BMW Motorrad que já no passado criou novas motos , nomeadamente a própria Urban GS, a partir de preparações levadas a cabo por ateliers de customização. Aguardemos então para ver se a COYOTE não dá origem a uma nova R Nine T “Desert Race”.

 

Fontes : Silodrome e Fuel Motorcycles

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MOTO+
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png