MotoGP, 2020: Rossi, o Motocross e a família

Por a 5 Maio 2020 15:00

Valentino Rossi, estrela da Yamaha, falou numa conversa em vídeo com a apresentadora Amy Dargan e o craque de Motocross Gautier Paulin sobre as diferenças entre as corridas de velocidade e o motocross, o seu rancho e os seus planos futuros para constituir família.

A pausa forçada do Coronavírus tem sido um tempo para videoconferências e entrevistas em vídeo. A Yamaha reuniu os seus pilotos de fábrica dos sectores do MotoGP e do Motocross e a apresentadora Amy Dargan conversou com Valentino Rossi e o piloto francês de fábrica do MXGP Gautier Paulin sobre motocross, velocidade, MotoGP e a vida em geral.

“Todos os pilotos do campeonato do mundo de velocidade são também grandes fãs de motocross e muitos pilotos treinam em pistas de motocross”, começou por dizer Rossi na ronda de conversações. Paulin e Rossi conheceram-se num evento da Yamaha em Barcelona no ano passado. “Quando tenho tempo para ir a uma corrida de MotoGP, é difícil ficar a conhecer Vale”, diz Paulin pela sua própria experiência.

Rossi, por seu lado, treina motocross no seu próprio rancho. Ele também recebe regularmente convidados proeminentes. O seu amigo Antonio Cairoli mostrou-lhe vários truques no seu percurso. “A pista pode abranger três disciplinas diferentes. Temos uma pista transversal suave, mais fácil, depois temos uma pista oval plana e mais em comprimento, criámos um percurso de 2,5 km de extensão. A superfície é solta e oferece pouca aderência. Mas o substrato é muito difícil, é feito de cimento e coberto de terra com cascalho. Uma volta completa é bastante longa, precisamos de mais de dois minutos por volta.”

Paulin foi cinco vezes campeão do mundo de equipas com a Equipa de França. “O MX das Nações é algo único”, entusiasma-se Rossi. Se houvesse uma corrida como o MX das Nações para a velocidade, quem quereria ele como colega de equipa? “Gostaria de andar numa equipa com o Franco Morbidelli e Andrea Dovizioso.”

Aos 41 anos, Valentino continua no topo ao mais alto nível. Paulin, por seu lado, fez 30 anos em Março. Poderia imaginar o Francês continuar tanto tempo quanto Rossi?

Valentino é como um monumento”, explica ele. “Não sei. Deve continuar enquanto puder estabelecer novos objetivos. Mas assim que começas a pensar noutra coisa que não seja a próxima corrida, ou no que poderás fazer a seguir, estás fora. Então é melhor parar. Mas, para ser honesto, acho que não estou a pensar num arranque no MXGP aos 40 anos, mas quem sabe?»

“Aos 30 anos, não se pode saber quanto tempo ainda se vai andar”, diz Rossi. “Ainda tens muita força e energia. Tudo depende da própria motivação e se estamos pronto para o esforço de corrida para corrida. Se tivermos concentração e paixão suficientes, podemos seguir em frente.”

No entanto, ‘Vale’ estabelece uma diferença crucial entre MotoGP e MXGP. “O Motocross é fisicamente mais difícil do que as corridas de velocidade. O MotoGP também é fisicamente exigente, mas o motocross e TT é a coisa mais difícil que se pode fazer numa moto.”

“Todos querem voltar a andar”, acrescenta Rossi, “da Fórmula 1 ao MotoGP. Se não houver novos problemas, espero que possamos correr na segunda metade do ano – talvez em Julho ou Agosto. Acho que haverá menos corridas e menos pessoas nos circuitos. Provavelmente será uma temporada encurtada, talvez com 8 a 10 corridas. Mas acho que é melhor do que ter que cancelar toda a temporada.”

“Neste momento, nenhuma corrida foi cancelada no Campeonato do Mundo de Motocross”, acrescenta Paulin. “As corridas só foram adiadas. Mas sabemos que algumas provas não serão viáveis. Por isso, esperamos que haja uma solução semelhante no Motocross à de MotoGP.”

Finalmente, Paulin ainda falou sobre a sua filha de um ano. “É uma mudança positiva na minha vida. Vejo-os a crescer agora. Não há palavras para isso.”

Rossi pode imaginar ter os seus próprios filhos? “Felizmente a minha namorada ainda é muito nova, por isso ainda tenho algum tempo. Por outro lado, já tenho 41 anos, por isso já não tenho muito tempo. Quero ter filhos, mas ainda me sinto com 20 anos e não 40. Estou sempre à espera de estar pronto, mas isso ainda não aconteceu. Não, mas acho que todos deviam tentar ter um filho.”

No final, Rossi acaba a convidar Paulin para o seu rancho em Itália: “Vamos divertir-nos lá se vieres”, garante. “Esperemos que possamos voltar a correr em breve.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas MotoGP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x