MotoGP, 2020: Medidas de segurança no Mundial

Por a 1 Julho 2020 15:30

Os responsáveis pela organização do Mundial andam há muito tempo a tentar pôr em prática um protocolo de segurança que funcione em todos os casos. Se alguém estiver infetado com o coronavírus, de qualquer maneira, deve haver medidas em posição para o fim-de-semana de corridas continuar.

O plano é a temporada de MotoGP começar a 19 de Julho em Jerez, Espanha. Até aqui, tudo bem. No entanto, face à pandemia, coloca-se a questão: o que acontece se houver um teste positivo dentro do paddock?

Franco Uncini, responsável pela segurança da MotoGP na Federação Internacional de Motociclismo, tentou esclarecer alguns pontos:

“É difícil para mim responder claramente o que aconteceria. Mas a opção mais provável é pôr em quarentena as pessoas que tenham estado em contacto com a pessoa infetada. O plano definitivamente contempla não parar tudo.”

O conceito de segurança da primeira corrida foi desenvolvido em conjunto com as autoridades espanholas para garantir a saúde dos pilotos e membros da equipa.

O contacto com o mundo exterior deve ser praticamente cortado, explica Uncini:

“As equipas só se movem a distância da pista para o hotel e voltam novamente. Planeámos estas transferências de autocarro. As equipas tratam de como vão do aeroporto para o hotel.”

O presidente da IRTA, Hervé Poncharal, disse recentemente: “Seremos como prisioneiros neste Grande Prémio. Mas nada pode ser mudado. Estamos todos felizes e aliviados por a Dorna ainda conseguir 13 Grandes Prémios neste momento difícil e que se faça o recomeço já em Julho. Em Abril, ninguém esperava isso. É por isso que estamos felizes por aceitar qualquer inconveniente.”

A imprensa e os espectadores não poderão estar presentes nos dois primeiros Grandes Prémios, após o que se vai ver, diz Uncini com vista ao Grande Prémio da República Checa, a 9 de Agosto:

“Vamos avaliar o estado das coisas semana após semana. Para as corridas em Jerez, era necessário manter o número de pessoas presentes no local o mais baixo possível.”

Uncini também minimiza o risco de a Yamaha poder viajar sem o pessoal da Austrália e do Japão devido às condições:

“Estamos neste momento em contacto com as autoridades e penso que aceitarão os planos e como resultado dos nossos esforços, os problemas serão resolvidos.”

Questionado sobre a temporada encurtada, em que se realizam duas corridas de Grande Prémio consecutivas numa mesma pista, Uncini acredita: “Não vai mudar muito. Graças às análises, pode até melhorar da primeira para a segunda corrida. O Campeonato do Mundo será um pouco como antes, quando todas as corridas eram realizadas na Europa.”

 

Calendário Provisório de GP de MotoGP 2020

08 de março: Doha/Q (excluindo MotoGP)

19 de julho: Jerez (GP de Espanha)

26 de julho: Jerez (GP da Andaluzia)

09 de agosto: Brno (GP da República Checa)

16 de agosto: Spielberg (GP da Áustria)

23 de agosto: Spielberg (GP da Estíria)

13 de setembro: Misano (GP San Marino e Della Riviera di Rimini)

20 de setembro: Misano (GP Emilia Romagna e Della Riviera)

27 de setembro: Barcelona-Catalunha (GP Catalunya)

11 de outubro: Le Mans (GP de França)

18 de outubro: Aragão (GP de Aragão)

25 de outubro: Aragão (GP de Teruel)

08 de novembro: Valência (GP da Europa)

15 de novembro – Valência (GP Comunitat Valenciana)

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas MotoGP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png