MotoGP, Marco Bezzecchi: “É muito difícil endireitar um fim de semana que começa mal”

Por a 17 Março 2024 18:58

A inesperada disputa pelo título de MotoGP no ano passado e o terceiro lugar fizeram de Marco Bezzecchi uma estrela em ascenção. Porém, a sua adaptação da GP22 do ano passado para a GP23 desta temporada tem sido difícil.

O italiano da Pertamina Enduro VR46 Racing Team terminou em 11º o sprint e depois foi 14º na corrida de domingo do Grande Prémio do Qatar. “Infelizmente, foi um domingo difícil para mim. Tínhamos dado um passo no warm-up e fiquei feliz porque finalmente sentia-me bem na moto.”

 Mas assim que a corrida começou, começaram os problemas de ‘Bez’…

“Comecei a perder a sensibilidade ao travar e ao entrar nas curvas, por isso comecei a acelerar mais cedo porque estava a faltar alguma coisa em termos de velocidade. Não sentia o pneu dianteiro na travagem, a moto não vira e por isso perdia velocidade.” Detalhou o piloto italiano da equipa de Valentino Rossi.  

“Isso levou-me a ficar sem pneu traseiro muito cedo. Tentei administrar a situação, mas quando faltavam 11 voltas para o final já tinha passado para o mapa C, que é o que tem menos potência, e ainda faltava metade da corrida. Foi um fim de semana muito difícil para mim.”

“Resumindo, é muito difícil endireitar um fim de semana que começa de forma errada. Em Portimão esperamos encontrar uma base melhor a partir de sexta-feira para fazer melhor no sábado e no domingo também.”

Lembramos que na temporada passada, Bezzecchi, da VR46, venceu três Grandes Prémios na Ducati de 22. Este ano optou por ficar com a VR46 uma moto com um ano de idade, em vez de aceitar a promoção para a Pramac, onde teria recebido a Desmosedici GP 24.

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x