MotoGP, Japão, Ducati: O estrelato para Miller, a poeira para Bagnaia

Por a 25 Setembro 2022 09:22

Jack Miller vai sair no final do ano da Ducati como um grande campeão, que nunca o chegou a ser, por razões alheias a si. Hoje o australiano de 27 anos mostrou uma vez mais toda a sua ‘fibra’, conseguindo uma magistral vitória em Motegi. Quanto a Francesco Bagnaia, um fim-de-semana literalmente para esquecer, impróprio para um piloto que luta pelo título mundial.

Mais uma vez uma Ducati oficial venceu, mas não a que está a disputar o Campeonato do Mundo. Estamos a falar de Jack Miller, que em Motegi e conquistou a sua primeira vitória da temporada no MotoGP, no final de uma corrida a solo, imaculada.

O australiano, que largou de sétimo, foi o protagonista de uma largada perfeita que o levou à frente da corrida na quarta volta, posição que o ‘Aussi’ não mais perdeu até a bandeirada final.

A vitória de Miller foi contrabalançada pelo desempenho do outra moto vermelha, a de Francesco Bagnaia, que após o GP do Japão se arrisca a despedir-se de todas as esperanças de chegar ao título mundial. Pecco foi o autor de uma corrida anónima, à beira do Top 10, até a queda estava a tentar entrar na sombra de Fabio Quartararo, mas cometeu um erro, um erro que lhe pode custar caro na luta pelo título.

Quartararo pode sorrir, portanto, apesar de um mau oitavo lugar: a vantagem na classificação sobre Pecco subiu para 18 pontos e estendem-se agora a 25 sobre Aleix Espargaró, este último 16º no final, tendo sido forçado a trocar de moto antes da partida devido a um problema  eletrónico no dispositivo de altura da sua Aprilia.

A próxima corrida de MotoGP é o Grande Prémio da Tailândia, no circuito de Chang, segundo dos quatro fins de semana fora da Europa, antes da final em Valência.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x