MotoGP, Grã-Bretanha, TL2: Quartararo fecha dia no topo, Oliveira 6º

Por a 5 Agosto 2022 15:20

Uma volta supreendentemente rápida de Fabio Quartararo no últimos minutos permitiu ao francês da Yamaha, encerrar a última sessão do dia com o melhor tempo. Uma sexta-feira também positiva para Miguel Oliveira, que tem praticamente garantido para amanhã o acesso ao Q2.

Com a temperatura do asfalto a subir aos 35 graus da parte da tarde, a segunda sessão de treinos livres de MotoGP iniciou-se com Johann Zarco (Pramac Ducati) instalado no topo da tabela de tempos seguido por Bagnaia, Rins e Quartararo.

Logo nos primeiros minutos Brad Binder caia com a KTM na curva 6, a mesma onde caiu Zarco durante a manhã. Na box ao seu lado, Miguel Oliveira que tinha escolhido uma combinação de médio-médio no pneus e utilizava o novo escape na RC16, subia provisoriamente à quinta posição. Em termos de pneus, apenas Stephane Bradl (Honda) escolhid um slick macio à frente. Por seu  turno, Fábio Quartararo aproveitava os minutos iniciais para ensaiar a ‘Long Lap’ que terá que cumprir na corrida, castigo que lhe foi atribuido na sua colisão com Aleix Espargaró em Assen.

A 30 minutos do final da sessão, o mais velho dos irmãos Espargaró já liderava a tabela de tempos com uma volta abaixo dos 2 minutos (1’59,681) aos 5.900 metros do rápido e longo circuito de Silvestone – antigo aeroporto militar do Reino Unido. Logo atrás de Aleix Espargaró estava a Aprilia RS-GP #12 de Maverick Viñales, seguido por Pecco Bagnaia, Fabio Quartararo e Alex Rins. Miguel Oliveira descia posições, no 12º lugar, atrás de Brad Binder e Marco Bezzecchi.

A 20 minutos do final do TL2, Alex Rins e Miguel Oliveira eram os dois pilotos mais rápidos em pista, com o espanhol a colocar a Suzuki GSXX-R no topo e o piloto da Charneca da Caparica a acelerar fortíssimo para regressar ao quinto tempo. A manter este ritmo até final, Oliveira tinha a passagem  garantida o passe para o Q2. Complicada ficava a vida de Jack Miller. Logo após chegar ao terceiro melhor registo, o australiano caia com a Ducati. A 15 minutos do final o francês Fabio Quartararo (Yamaha) não descolava da oitava posição – sendo ainda assim o melhor representante das motos japonesas em campo; Takaaki Nakagami era o mais rápido das Honda; Brad Binder descia muitas posições a 12º, muito longe de Miguel Oliveira.

Na entrada para os últimos 10 minutos, Rins mantinha a Suzuki no topo com uma melhor volta de 1’50,246, seguido por Espargaró, Miller, Viñales e Oliveira. Enea Bastianini e Jorge Martin estreava pela primeira vez numa Ducati umas estranha asas traseiras – algo até agora apenas visto na Aprilia… há quem lhe chame Godzilla… e fica bem o nome!

A 4 minutos do final Joan Mir colocava a outra GSXX-R na segunda posição, para depois tirar o primeiro lugar ao seu colega de equipa Alex Rins com uma volta de 1’59,100. Miguel Oliveira baixava a décimo, colocando-se em risco de ficar fora dos dez primeiros. Faz o melhor tempo no primeiro sector, perde depois duas décimas e não melhora o seu tempo.

Na sua penúltima volta lançada o francês Quartararo é o primeiro a entrar no segundo 58, fechando a sessão no topo com um tempo de 1’58,946. Seguiram-se Mir, Viñales, Zarco, Aleix Espargaró e Miguel Oliveira que fechou de forma brilhante a sua sessão na sexta posição da tabela de tempos, garantindo assim piloto luso o acesso ao Q2. Rins fechou em 7º com a Suzuki na frente das Ducati de Bastianini, Miller e Bezzecchi que encerrou o top 10.

O primeiro dia de treinos do MotoGP encerrou, estando agendado para amanhã o terceiro treino livre às 13h30, antes do início das qualificações de MotoGP a partir das 14h10.

TL2 MOTOGP SILVERSTONE (05/08/2022)

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x