MotoGP, Francesco Bagnaia, 1º.: “A Ducati e a Aprilia são imbatíveis neste momento”

Por a 11 Março 2023 22:03

Pelos vistos o número 1 está a dar sorte a Pecco Bagnaia, que foi também o número 1 nas tabelas de tempos do primeiro dia de testes de MotoGP em Portimão. Nas palavras o italiano não esconde a sua confiança, ainda que alerte para não se tirarem conclusões precipitadas.

Este sábado, em Portimão, Pecco Bagnaia ficou a 0,046 segundos do seu próprio recorde de volta no percurso da montanha-russa de 4,592 km.

“Estou feliz com o meu dia. Testámos muitas coisas e tudo o que mudámos na moto, seja na afinação ou em termos de desenvolvimento, foi bom. Melhoramos a nossa situação, que já era boa nesta pista no ano passado. Foi ainda melhor em 2021, em 2022 estava tudo bem com a moto antiga, mas este ano começamos num bom nível.” Disse o italiano de 26 anos.

“Tenho que confessar que gosto desta pista e deste layout. Também vai bem com o meu estilo de condução. Sinto-me bem em todas as situações, nas travagens, nas curvas e em termos de velocidade em curva. No momento tudo funciona perfeitamente. Mas domingo é outro dia em que tentaremos algo para o fim de semana da corrida. Poderemos também simular o novo horário. Quase terminamos nosso trabalho com a nova moto. Já concluímos 90% do nosso trabalho.”

Já sobre as melhores forças em presença, Bagnaia disse:

“Vi que a Ducati e a Aprilia são imbatíveis neste momento, estão muito competitivas. Mas é muito difícil dizer sobre os outros. Há anos atrás, era ainda mais fácil entender os testes, mas se olharmos para o ritmo agora, por exemplo, não sabemos quais pneus e quais peças estão a testar. Não sei, mas agora parece que temos uma vantagem maior do que no ano passado. Parece, mas não quero dizer nada antes da corrida. Já cometi esse erro antes e não quero repeti-lo.”

“A nova moto é mais parecida com a do ano passado, mas há algo um pouco diferente. O estilo de condução e a abordagem à travagem são um pouco diferentes, mas devo dizer que gosto muito. Estou muito feliz por estarmos a ir na direção que eu gosto na moto. Perdemos um pouco de velocidade máxima, mas ganhamos muito em termos de manuseamento. Isso é mais importante”, resumiu o onze vezes vencedor da MotoGP.

De facto, três Ducati Desmosedici GP22 estiveram na lista de velocidade máxima este sábado: Luca Marini (340,6 km/h), Marco Bezzecchi (337,5 km/h) e Alex Márquez (337,5 km/h). Seguiu-se Aleix Espargaró na Aprilia RS-GP (338,5 km/h). Já Bagnaia atingiu a velocidade máxima de 334,3 km/h.

Amanhã (domingo) será o último dia de teste em Portimão, com a ação a decorrer entre as 9h30 e as 17h30, horas de Portugal continental.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x