MotoGP – Ciabatti: “A proibição das asas é injusta”

Por a 6 Agosto 2016 09:15

Depois de muita polémica as famosas asas aerodinâmicas serão banidas a partir de 2017 em MotoGP, isto após já terem sido proibidas em Moto2 e Moto3 com efeitos imediatos. Através desta decisão da Comissão de Grandes Prémios vai chegar assim ao fim um assunto que fez correr muita tinta entre os construtores presentes no Mundial com a Ducati – a criadora desta solução aerodinâmica – a defender a utilização das asas e por outro lado a Honda, que também adoptou este sistema, a criticar a sua utilização considerando estas perigosas e caras.

No entender do diretor desportivo da Ducati, Paolo Ciabatti, esta decisão é “injusta porque não existe nenhum motivo para sua proibição. No início as queixas estavam relacionadas com a segurança, mas depois todas as marcas copiaram esta solução aerodinâmica. A decisão foi tomada com base na preocupação pela segurança, mas no nosso entender é uma desculpa para eliminar uma vantagem da Ducati”.

Segundo Ciabatti, a Ducati estava disposta a “discutir o seu tamanho mas ninguém demonstrou interesse. As asas aerodinâmicas ajudam a manter roda dianteira ‘colada’ ao solo pelo ajudam à segurança.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Moto GP
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x