MotoGP 2021, Texas: Petrucci, exausto no fim da prova

Por a 7 Outubro 2021 15:00

Danilo Petrucci acabou Auston em 18º com dores nas costas, mas já está a preparar-se para o seu Dakar

“Nas últimas cinco voltas, tive sérias dores nas costas!”

Danilo Petrucci pode ter tido um gostinho em Austin do que o espera na sua próxima vida como piloto profissional de rally-raids.

De facto, a pista do Texas estava cheia de buracos e solavancos que tinham de ser identificados e tratados com cautela com a velocidade a que eram abordados. Mas a baixa de Petrux no Texas foi devid a uma dor nas costas que o fez perder o top 10.

Agora, Petruc vai aguçar o seu sentido de orientação durante um curso de navegação que a marca austríaca preparou para ele em Barcelona, antes de ir ao Dubai para testar a sua nova KTM. O italiano já está a preparar o seu Dakar…

O Rally-Raid para Danilo Petrucci não é uma miragem. Seria mesmo o oásis para relançar uma carreira que chegou ao fim nos Grandes Prémios.

“Antes de Misano, irei a Barcelona para um curso com Jordi Viladoms, que é o chefe de equipa da KTM e que tem uma escola onde se aprende as regras e tudo o que se precisa para a navegação. Serão dois dias de teoria e dois dias de prática.  Eles ensinar-me-ão a maior parte do que preciso de saber e depois chegarei a Misano directamente de Barcelona”, disse o italiano.

Após o Grande Prémio da Emilia Romagna e Made in Italy, terá então a oportunidade de andar na KTM 450 Rally pela primeira vez, com o qual competirá na Arábia Saudita no início de Janeiro.

“O primeiro teste na moto, porém, será antes de Portimão, no deserto. Ainda temos de definir isso um pouco, mas penso que irei ao Dubai durante dois ou três dias antes de Portimão. Mas depois há duas exigentes corridas de MotoGP, pelo que o verdadeiro treino começará após o final do campeonato”, acrescentou Petrux.

Vamso apostar que ele estará mais confortável nessa máquina do que na sua RC16. Porque se, em Austin, Danilo Petrucci sofreu terrivelmente das suas costas, não foi devido a uma lesão: “nas últimas cinco voltas, tive sérias dores nas costas. Como resultado, não consegui mover-me correctamente na moto. Tentei salvar os pneus tanto quanto possível, não houve problema. Quando os problemas de tracção chegaram no final não pude acompanhar e acabei a corrida sozinho até ao final.”

Petrux cruzou a meta quase 42 segundos atrás do vencedor da corrida Marc Márquez na 18ª posição sem pontuar.

“Tive problemas especialmente nas curvas lentas. Tentei compensar com os travões, mas não consegui. Eu não estava cansado, mas doíam-me as costas durante todo o fim-de-semana. Como a minha moto é muito dura, senti muitos solavancos, não pensei que fosse doer tanto no final da corrida. Antes da corrida tomei um analgésico, mas não funcionou suficientemente bem”, terminou o companheiro de equipa de Iker Lecuona, que foi 16º e também estava exausto no final.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x