MotoGP, 2021, Portimão – A. Espargaró: “Piso escorregadio e pneus inadequados”

Por a 16 Abril 2021 18:16

O piloto da Aprilia, Aleix Espargaró, colocou a sua RS-GP na 14ª posição na sexta-feira em Portimão, mas sem uma queda teria havido muito mais para falar, tanto que chegou a liderar provisoriamente o TL2. 

Fotos: Paulo Maria / Autoclube ACP

“No final, infelizmente caí, esse foi o meu erro, mas não deve ser um grande problema, porque no sábado os tempos de volta ainda devem ser significativamente reduzidos”, afirmou o irmão de Pol Espargaró após os treinos de sexta-feira. O espanhol está satisfeito com sua moto, mas alguns pormenores ainda precisam ser melhorados pela equipa Gresini para que o piloto da Aprilia faça o salto direto para o Q2 no sábado.

“Estou feliz depois do primeiro dia. O primeiro treino foi inútil, à tarde foi melhor, mas a pista era muito escorregadia, quase como no gelo. Depois da chuva dos últimos dois dias não havia borracha nas encostas, então não havia aderência.”

“Senti-me bastante confortável com os pneus e estava perto da liderança em todos os momentos, dez minutos antes do final liderei. Não foi tão mau, mas infelizmente tenho alguns problemas com a frente da moto, talvez porque usei um pouco o pneu médio, explicou, mas depois mudei. Colocamos o pneu duro, mas rapidamente percebi que o problema não é com os pneus, mas com a pista muito escorregadia”.

O piloto de 32 anos terminou as duas primeiras corridas no Catar entre os 10 primeiros, mas a pista no Algarve não é comparável à pista em Doha. “Portimão não é comparável a nenhuma outra pista, é bastante única”, enfatizou o piloto da Aprilia.  “A moto custava a virar hoje, mas com a falta de aderência não foi fácil entender tudo. Isso também justifica o meu erro no final do treino. É difícil encontrar um bom compromisso com o chassis, pois nesta pista não temos que travar com força, exceto antes da primeira curva. É muito fácil cometer um erro.”

“Não estamos muito felizes que a Michelin tenha retirado o pneu macio do ano passado”, explicou o espanhol. “Quero proteger a Michelin, porque no ano passado quase ninguém ficou feliz com o pneu dianteiro macio. Mas me senti bem com este pneu em Portimão. A Michelin já substituiu o pneu por outro, mas é muito pior. Queríamos um pneu melhor, mas infelizmente não conseguimos.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x