MotoGP, 2021: Miller e Co. elogiam melhorias na Catalunha

Por a 25 Fevereiro 2021 18:00

Alguns ases de MotoGP treinaram em motos de estrada na quarta-feira no circuito de Montmeló, perto de Barcelona, ao lado dos homens das SBK

Fabio Quartararo, Jack Miller, Joan Mir e Pol Espargaró gostaram do novo traçado

Na quarta-feira, o Circuito de Barcelona-Catalunha esteve muito ocupado. Quatro semanas e meia antes do pontapé de saída do MotoGP, o campeão em título Joan Mir e o seu colega de equipa, Alex Rins, o piloto da Yamaha Fabio Quartararo, a esperança Jack Miller, o seu sucessor na Pramac, Johann Zarco, os irmãos Espargaró e os pilotos de Honda LCR Alex Márquez e Taka Nakagami, entre outros, completaram as suas voltas de treino, mas em motos de estrada.

Os pilotos regulares (com a exceção da equipa concessionada Aprilia) só voltarão às suas motos de MotoGP no dia 6 de março, no Qatar.

O dia em pista também foi interessante tendo em conta o GP da Catalunha (6 de junho), porque o traçado da curva 10 foi modificado em janeiro.

“O traçado é bastante diferente, mas é bom”, disse Quartararo depois. “É fácil de andar e entre o formato antigo e a Fórmula 1. Eu gosto.”

Miller também elogiou a nova curva: “A pista de Montmeló é fantástica e é igualmente fantástico ter um traçado semelhante ao antigo na Curva 10. Pode-se levar velocidade, o asfalto oferece muita aderência, por isso, nota 10.”

Joan Mir ficou geralmente satisfeito com a pista e com o seu “dia produtivo”: “Sinto-me muito bem na moto e estou feliz porque consegui dar muitas voltas e experimentar a nova curva. Era importante perceber como abordá-la e qual é a linha certa, para que já se tenha uma ideia quando voltarmos com a moto de MotoGP no futuro.”

Quartararo, entretanto, revelou que estava em pista pela primeira vez depois do final da temporada em Portimão e da infeção de Covid-19 em dezembro.

“Senti-me bem, tudo normal, tornou-se muito fácil pilotar”, disse o concorrente de 21 anos após a sessão de treino na sua Yamaha R1.

Pol Espargaró congratulou-se com o facto de já estar a surgir um pouco de “espírito de corrida” na Catalunha, dadas as muitas caras proeminentes.

“Todos os invernos são longos, mas é especialmente longo quando se espera pelo momento de regressar”, disse o quinto do Mundial do ano passado, referindo-se ao seu primeiro dia de teste com a Honda RC213V, que será só a 6 de março, no Qatar.

“Estou ansioso por andar na moto e ver o que posso alcançar, até porque muitos pilotos têm tido dificuldades com isso. Tenho a oportunidade de usar estas cores, o que para mim, é uma grande responsabilidade e, ao mesmo tempo, um momento na minha carreira com que sempre sonhei. Sinto que agora chegou a minha hora, vou tentar aproveitá-la.”

O estreante da Honda Repsol mudou ligeiramente a sua preparação: “Esforcei-me muito no motocross. Andei de moto um mês e meio e gostei muito. Nunca andei tanto de motocross! Todos os anos tento incorporar algo diferente e ser um Pol melhor, um melhor piloto. Treinei muito.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x