MotoGP, 2021, Jerez – M. Marquez: “A queda complicou-me a qualificação”

Por a 2 Maio 2021 07:30

As quedas limitaram o potencial de Marc Marquez, e também de Pol Espargaró em Jerez, dois incidentes que impossibilitaram a dupla da Honda de explorar o pleno da RC213V. Ambos partem da 5ª fila da grelha de partida – uma linha à frente de Miguel Oliveira.    

Sábado começou com a sempre importante sessão de Treino Livre 3, uma última oportunidade de ganhar um passe directo para o Q2. Marc Marquez foi um dos primeiros mais rápidos na sessão, saltando de fora do top 15 para quinto nos minutos iniciais da sessão. No entanto, sofreu uma queda rápida na Curva 7 escapando felizmente a grandes lesões, o que se confirmaria numa rápida visita ao hospital local para uma tomografia computorizada.

Menos de duas horas depois e já de volta à pista, Márquez confirmou o seu estado físico e fez o que restava do trabalho a realizar com a moto no TL4. Inicialmente a marcar o ritmo na sessão de 15 minutos da primeira qualificação, o piloto de Cervera não conseguiu melhor que um quarto lugar no Q1, alinhando amanhã na décima quarta posição da grelha da corrida de amanhã do Grande Prémio de Espanha.

MARQUEZ EXPLICA A QUEDA

«Foi uma queda rápida e dura na Curva 7, sabíamos que a primeira queda da época viria, mas escolhi talvez um dos piores recantos para ter esta primeira queda. Quando se puxa para uma volta rápida, não se pensa nos riscos e, depois de ontem ter sido conservador, hoje estava determinado a atacar. O impacto contra a cerca aérea foi a uma velocidade muito alta e foi graças à cerca aérea que aqui estou. Fui ao hospital apenas para mais algumas verificações para ter a certeza do meu estado e tudo ficou claro», disse Marquez, que assim viu o acidente inesperado complicar a sua qualificação, na qual reconheceu ter cometido um erro na escolha dos pneus.

«A queda afetou a minha qualificação, fez-me escolher a frente macia para me sentir um pouco mais seguro, mas esta foi uma escolha errada. É uma pena porque estava a sentir-me forte e hoje foi o primeiro dia em que comecei realmente a ‘sentir’ a moto»

Logo após o acidente, Marc Marquez utilizou um pneu dianteiro macio, por segurança e para ter um maior na moto. “Estamos a usar uma configuração completamente diferente de 2020 e também com um quadro diferente”, revelou o oito vezes campeão mundial. “Agora não é fácil mudar tudo de um treino para o outro e jogar tudo ao mar mudando o quadro. Na verdade já não posso fazer deslizar a traseira e controlar a moto do jeito que estou acostumado, o que coloca mais pressão sobre o pneu dianteiro do que o normal.

«Jogar com a roda traseira e deslizar sobre a roda traseira é na verdade um dos meus pontos fortes, mas agora eu não posso ‘jogar’ dessa maneira»

POL “IMITA” MARQUEZ

Pol Espargaró, o companheiro de Marc Marquez na box da Repsol Honda em Jerez, também não teve a sorte do seu lado. Tendo caído nos minutos finais do Treino Livre 4, o espanhol ficou com a única moto restante para a qualificação, e assim, terminou o Q1 sem conseguir o passe directo para o Q2.

“Fiquei um pouco exaltado e despistei-me, mas só fiquei a 0,050s de um lugar para a qualificação final. Mas, se olharmos para o nosso tempo  ideal, estamos em segundo lugar na sessão, mas é assim que as coisas são”, disse um conformado Espargaró, que parte amanhã de 13º e da quinta fila juntamente com Marc Marquez, apenas uma linha à frente de Miguel Oliveira com a KTM oficial. 

GRELHA PARA O GP DE ESPANHA

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x