MotoGP, 2021: Conversações entre a Petronas e a VR46 para Equipa satélite da Yamaha

Por a 16 Fevereiro 2021 19:30

O diretor de corridas da Yamaha, Lin Jarvis, anunciou que se vão realizar conversações entre a VR46 e a Petronas SRT a partir de 2022 com respeito a uma equipa satélite da Yamaha

“A Yamaha vai falar com os candidatos disponíveis. Isto significa que a Petronas certamente estará lá!” Lin Jarvis

A Yamaha não só apresentou a nova equipa de fábrica de MotoGP na segunda-feira, como também foi oficialmente confirmado o novo contrato de cinco anos com o promotor do Campeonato do Mundo, a Dorna.

No entanto, a questão da equipa satélite a partir de 2022 está em aberto e é assunto de muita discussão.

“É verdade que temos um contrato de três anos com a Petronas, que termina no final deste ano. Na semana anterior foi também anunciado que a IRTA, a Dorna e as equipas independentes tinham renovado o seu acordo. Tal como os fabricantes, assinaram pelos próximos cinco anos. Portanto, este ano será geralmente um momento de renegociação com as equipas clientes, não só no caso da Yamaha”, previu Lin Jarvis.

“A Aprilia parece estar a juntar-se a uma equipa de fábrica. E  a Suzuki, vão equipar uma equipa satélite ou não? E a Ducati vai manter duas equipas clientes ou apenas uma? O que vão fazer a Yamaha e Honda? Neste momento, a KTM é o único fabricante com o qual tudo parece claro, com um compromisso sólido com a Tech3.”

Comentando a posição inicial da Yamaha, o diretor de competição afirmou:

“A equipa da Yamaha Petronas tem-se portado muito bem desde que começámos a trabalhar com eles. No segundo ano venceram seis corridas e o seu piloto ficou em segundo lugar no Campeonato do Mundo. Portanto, não há dúvida sobre as suas capacidades como equipa”, diz Jarvis, que também deixa uma porta aberta para a equipa de Rossi.

“A VR46 vai começar ou não? Tanto quanto sei, têm uma opção que expira a certa altura. E estão a pensar seriamente sobre isso.”

Em 2021, pelo menos as cores e patrocinadores do Sky Racing Team VR46 chegaram à na classe de MotoGP na Ducati Avintia de Luca Marini.

Para 2022, tudo indica que a VR46 assumirá completamente a imagem da Avintia Esponsorama.

“A Yamaha vai falar com os candidatos que estão disponíveis. Isto significa que a Petronas certamente estará lá e, quando assumirem, a VR46 também, devido às nossas relações de longo prazo com a empresa e com o Valentino. Mas ainda não começámos, não há negociações em cima da mesa neste momento, mas não há dúvidas que será falado em abril ou maio”, disse Jarvis.

Entretanto, para o vestuário oficial da equipa de fábrica da Yamaha, já foi concluída uma parceria com a VR46 Racing para 2021.

5 1 vote
Article Rating
1 Comentário
antigo
recente mais votado
Inline Feedbacks
View all comments
alessandrohansenvargas
alessandrohansenvargas
1 mês atrás

Oras, que baita “saia justa” se colocou o Valentino, heim?!
Imagina só a cena: Petronas (patrões do Vale) negociando a renovação com a Yamaha, justamente pressionados por outro competidor que é ninguém menos que a empresa (VR46) de seu próprio cavaleiro…..!!!
Haja sangue frio, hein senhor Valentino, pra não dizer outro palavrão!

Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x