MotoGP, 2021: Ainda o ‘Caso Viñales’ e o que dizem os rivais

Por a 13 Agosto 2021 16:06

A equipa Monster Energy Yamaha anunciou na quinta-feira que a inscrição de Maverick Viñales para o GP da Áustria foi retirada. O vencedor da estreia em Doha foi temporariamente suspenso e colocado no banco (por ‘maus tratos’ no motor da M1), não se sabe se de ‘castigo temporário’ ou definitivo. O que disseram os seus adversários sobre isso?

Começando por Valentino Rossi, o italiano e Maverick Viñales formaram a equipa de fábrica da Yamaha durante quatro anos, antes do nove vezes campeão do mundo se transferir para a Petronas Yamaha SRT. A amizade continua, porém, e é por isso que Rossi também se preocupa com a suspensão do espanhol de 26 anos, que foi retirado de campo pela Yamaha para a décima primeira jornada do Campeonato do Mundo. O motivo oficial é: Viñales operou o M1 de forma “inexplicável e irregular”.

1. Valentino Rossi: “É triste para as duas equipas. Maverick é um bom companheiro, é meu amigo e a Yamaha e eu trabalhamos juntos há muitos anos. É uma pena para todos, inclusive para o Campeonato do Mundo. Espero que eles possam conversar e resolver o problema para que Maverick possa retornar. “

Quanto a Marc Márquez, este questiona o que se passou na Yamaha, mas confessa que esse não é um problema seu e que está bastante mais preocupado com a falta de velocidade na sua Honda em Spielberg.

2. Marc Marquez: “Há altos e baixos em cada equipa – entre as fábricas e os pilotos. Mas está chegando ao ponto em que agora é realmente estranho. Claro, algo assim já aconteceu com outras equipas no passado. Apenas os envolvidos na Yamaha sabem o que aconteceu, são vocês jornalistas que devem fornecer as explicações. Não é um problema meu. Já temos muitos problemas próprios na equipa com que nos preocupar.”

Enquanto Maverick Viñales foi temporariamente removido da equipa de fábrica da Yamaha, Fabio Quartararo também luta pelos pontos do campeonato no segundo fim-de-semana de GP em Spielberg. Mas não pôde evitar as perguntas…

3. Fábio Quartararo: “Não quero fazer um grande comentário sobre isso. Não é uma surpresa para mim, mas também não sei exatamente o que aconteceu. Muitas pessoas sabem e é difícil para mim dizer qualquer coisa sobre o assunto. É melhor fazer um acompanhamento com a Yamaha. Ele mostrou que pode ser rápido com a moto e venceu a primeira corrida no Qatar.”

4. Aleix Espargaró: “Pessoalmente, lamento muito pelo Maverick, já nos conhecemos muito bem há muito tempo, somos amigos. Treinámos aqui com as nossas motos nos últimos três dias e ele não suspeitava de nada. Mas ficava muito zangado e reagia mal quando tinha problemas“, admitiu Espargaro. 

“Mas quero deixar claro para todos que este é um desporto coletivo. Se eu cair, ninguém me culpa, ninguém me bate. Quando o motor quebra, é frustrante, mas é preciso pensar duas vezes e respirar fundo. Não estou a dizer que o que ele fez foi bom, mas no calor do momento, isso pode acontecer. Temos grandes equipas atrás de nós, a Yamaha para ele e a Aprilia para mim, por isso às vezes é preciso pensar duas vezes e ser inteligente.” 

Espargaro e Vinales não só partilham a paixão pelo ciclismo, mas também é possível que se tornem companheiros de equipa na Aprilia em 2022.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Autosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x