Moto2, Alemanha, Corrida: A vitória mais que perfeita de Augusto Fernandez

Por a 19 Junho 2022 12:38

Se tirarmos da equação, a corrida perfeita do vencedor Augusto Fernandez, diria que estaria a assistir uma prova de Moto3 nesta décima corrida do mundial de Moto3 de 2022. Nas últimas voltas, uma fantástica batalha entre Pedro Acosta e Sam Lowes… uma espécie de jogo entre o gato e o rato fez durar o espetáculo até ao último segundo no circuito germânico.

A partida de Sam Lowes foi perfeita. O britânico foi o primeiro a abordar a primeira curva descendente do sinuoso e empenhativo primeiro sector do Sachsenring. Logo atrás vinha  o piloto local Marcel Schrotter praticamente colado à Kalex do britânico e na frente Albert Arenas. Não menos perfeita foi a largada de Pedro Acosta que num ápice saltou de décimo primeiro para quinto. Em modo de ataque, o alemão Schrotter procurava um lugar para passar o britânico da Elf Marc VDS num circuito que muito bem conhece, mas nessa luta Lowes e Schrotter acabam por ser supreendidos por Augusto Fernandez que toma a posição de líder na 3ª volta e rapidamente começa a afastar-se.

O espanhol Acosta subia entretanto a quarto com Arenas e Canet logo atrás. Certamente com o pensamento no campeonato, o japonês Ogura já entrara no top 10, enquanto o líder do mundial Celestino Vietti tinha a 13ª posição, numa corrida em que o calor começava a apertar e já com 48,8 graus no asfalto. Com uma vintena de voltas pela frente a classificação estabelecia-s então com Augusto Fernandez como líder provisório e com uma almofada de 2,4 segundos sobre Sam Lowes. Pedro Acosta subira a terceiro à frente de Schrotter, Arenas e Canet. Fermín Aldeguer vinha no sétimo posto, na dianteira de Lopez, Ogura e Arbolino que encerrava o lote dos dez primeiros.

A 14 voltas do final, Acosta encosta-se a Lowes, surpreende o britânico e sobe ao segundo lugar. A partir daqui, o Furacão de Murcia distancia-se de Lowes e parte na peugada  do líder, mas Augusto Fernandez, mas 6 segundos não será fácil eliminar! Vietti vem na 14ª posição, ‘travado’ pelo britânico Jake Dixon . Bem melhor vem o estreante Fermin Aldeguer que acabaria por passar Arenas, colocar a Speed Up da Bocuscuro no quinto lugar, mas já com um aviso da direção de corrida por ultrapassar os limites de pista. Acosta em segundo também já tinha um aviso, arriscando ambos a ter que cumprir uma Long Lap. A 7 voltas do final, o fim-de-semana acaba para Vietti, com o ainda líder do campeonato a cair na curva 1 por um evidente distração, sem estar pressionando por ninguém.

A 3 voltas do final, Pedro Acosta é supreendido por Sam Lowes e perde o segundo lugar para o britânico. Acosta responde e retoma o seu lugar, mas o problema é que nesta disputa ambos são alcançados por Schrotter e Aldeguer.Com tudo isto, Augusto Fernandez é um líder isolado, já com 8.7 segundo pelo grupo de 4 pilotos que disputa o segundo lugar.

A última volta foi como uma corrida de Moto3, com Acosta e Lowes em constantes troca de posições, para na subida para a linha de chegada o espanhol levar a melhor sobre o britânico. No final, Augusto Fernandez festejou a sua segunda vitória do ano, Pedro Acosta o seu terceiro pódio e Sam Lowes regressou, finalmente, ao pódio, após um jejum de 5 corridas e zero pontos!  No campeonato, Vietti ainda sustenta a posição de líder mas tem em risco essa posição. Veremos o que acontece daqui a uma semana na corrida dos Países Baixos, antes da entrada nas férias de verão.

CLASSIFICAÇÃO FINAL

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x