Mike Leitner reflete nos problemas da KTM

Por a 25 Dezembro 2018 15:45

O patrão da equipa KTM de MotoGP fez há dias declarações à imprensa que revelam um pouco da aproximação da marca austríaca à competição. Se 2017 foi um ano excelente de estreia para as “laranjas”, já em 2018 a marca enfrentou dificuldades e com a decisão de se desdobrar para uma equipa oficial e uma satélite em 2019, espera acelerar o desenvolvimento da RC16. Para tal, contratou o recém-afastado Dani Pedrosa, que traz com ele 18 anos de experiência, como piloto de testes.

Apesar de satisfeito com o papel de Mika Kallio, Leitner viu este como o piloto para lançar a marca em MotoGP, sabendo que mais adiante iria necessitar de alguém mais experiente. “O Dani vai focar-se em aspetos que o Mika não podia, porque não esteve tantos anos em MotoGP… Ao nível que atingimos, creio que ele poderá ajudar-nos no passo seguinte.”

Leitner é realista acerca do progresso da KTM

Adicionalmente, segundo Leitner, por causa das suas inúmeras vitórias em MotoGP, Pedrosa sabe exatamente que sensações deve ter uma moto vencedora e ajudará Zarco nesse aspeto. O manager reconheceu que lesões dos seus pilotos a meio da época de 2018 não ajudaram, mas que ao mesmo tempo esperava ter chegado mais longe.

Espargaró, em particular, que fraturou uma clavícula duas vezes seguidas, esteve afastado muitas corridas deixando o ónus de desenvolvimento só nos ombros de Bradley Smith. Depois, as limitações impostas pelas regras dificultavam alterações ao motor, uma vez que a especificação anunciada tem de ser mantida.

 

“A concorrência são 5 marcas, e quatro tem 20 anos de experiência consecutiva na categoria”- diz Leitner, lembrando que até a Aprilia, igualmente com resultados modestos, está no seu sexto ano de MotoGP. Nesse aspeto, o início da época até foi bom, mas depois a equipa encontrou problemas, perdendo por exemplo a hipótese de passar à segunda sessão de qualificação por 1/10 de segundo quatro vezes seguidas. Depois, segundo Leitner, grandes progressos na classe são difíceis de encontrar, já está tudo descoberto ou coberto pelo regulamento.  Trata-se mais de resolver um ou dois pontos fracos na moto ao longo de 2019. Veremos de a Tech 3 de Miguel Oliveira e Hafiz Syahrin poderá ajudar nesse aspeto…

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png