Dall’Igna: “Não gostaria de ver as asas eliminadas”

Por a 4 Maio 2016 10:23

O tema das asas aerodinâmicas continua a dar muito que falar no paddock do MotoGP. Numa fase em que a Honda testou pela primeira vez nos testes oficiais de Jerez três pares de asas, a discussão em torno desta solução não tem deixado ninguém indiferente.

Isto num momento em que  a Comissão de Grandes Prémios está à espera de votar uma proposta da Associação de Construtores para impedir a utilização das famosas asas já a partir do próximo ano, pois segundo este organismo esta solução faz disparar os custos e coloca em causa a segurança dos pilotos.

Em relação a esta temática o diretor geral da Ducati Corse, Gigi Dall’Igna, explicou que não gostaria de ver “esta solução eliminada porque alguém começou a desenvolver esta solução e agora tem uma vantagem.  Já falámos muito sobre o incidente de Iannone e Márquez, mas essa situação demonstrou que a asa caiu imediatamente a seguir ao contacto. Claro que existe espaço para melhorar. Estamos abertos a discutir estes aspectos”.

 

1
Deixe um comentário

Please Login to comment
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
TDNM Recent comment authors
recente antigo mais votado
TDNM
Visitante
TDNM

não gosto das asas. não sei se são perigosas e acho que ninguem sabe…o poisa-pés também é uma “lâmina”. Apesar de tudo compreendo a ducati. Agora que as asas estão a dar resultados querem elimina-las pk estão atrasados. enfim…é o normal. quem está na frente n quer ficar pra tras e quem está atras quer subir. Por mim, eliminavam as asas, ponto final. Se não, pelo menos têm que definir uma área máxima, assim como uma largura máxima para as motos com asas…limitar de alguma forma o tamanho. quanto a serem “lâminas” têm que resolver isso com materiais ou formas… Ler mais »

últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png