Ainda a aerodinâmica

Por a 18 Abril 2019 15:14

A seguir à decisão dos organizadores de considerar o apêndice aerodinâmico Ducati legal, os outros fabricantes não perderam tempo a desenvolver as suas próprias soluções dentro do tema: A Honda foi a primeira, supostamente com Marquez a dizer que se notava o efeito, especialmente na estabilidade em travagem.

“Nota-se qualquer coisa, é difícil de explicar o que é, mas há pontos negativos e positivos, por isso temos de entender melhor quais são as vantagens para o meu estilo de pilotagem…” – disse o Espanhol numa das conferências de imprensa nos EUA.

Entretanto, uma nova ronda de testes em pista vai permitir a outras equipas desenvolver ou testar as suas próprias soluções neste campo, As que estavam relutantes inicialmente, sem dúvida acreditando que a solução da Ducati seria vetada, estarão agora mais longe e com mais trabalho a fazer e é lógico que as que estão mais atrás na grelha, como a Aprilia e KTM, sejam as mais preocupadas em testar algo que lhe possa dar uma vantagem ainda que pequena.

O advento de impressão em 3D, que permite projetar, maquetar e criar uma peça muito rapidamente, teve muito a ver com a rapidez com que marcas como a Honda apareceram logo com a sua versão, que depois pode ser ensaiada em múltiplas variantes, como tamanho, posicionamento, ângulo, rigidez, etc.

Só para dar uma ideia, nos automóveis, sempre muito à frente nestas coisas em vista de budgets muito maiores, há anos que a aerodinâmica ativa está banida… até terem descoberto que, com a rigidez certa, as asas dos protótipos tipo Le Mans podem ser construídas de forma a fletirem a alta velocidade, não interferindo com a velocidade de ponta, só para regressarem à posição e virem atuar assim que a velocidade se reduz para uma curva, aumentando o apoio à traseira, por exemplo…

“Treino com a ajuda de pequenos engenheiros” disse Espargaró em Jerez     

De volta às 2 rodas, a KTM para já só adotou uma nova carenagem nas suas Moto2 no GP das Américas, mas a Aprilia aproveitou para ficar no Circuito das Américas com Aleix Espargaró e Andrea Iannone a testar novas soluções, entre elas, supostamente, a sua versão do “defletor” que, depende com quem se fala, pode ser um artifício aerodinâmico, um defletor de ar para o pneu, uma proteção contra a chuva ou uma maneira de dirigir ar fresco para a suspensão traseira… Bradley Smith também estava marcado para testar em Jerez.

Frescos da sua vitória de estreia com Alex Rins, a Suzuki também está em testes, suplementando a recolha de dados com o piloto de testes Sylvain Guintoli, também em Jerez.

Será que na primeira ronda da Europa, em Jerez a 5 de Maio, vamos ver todos os fabricantes a exibir apêndices /defletores nos seus braços oscilantes?

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Moto GP
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png