Enduro: Portugal com dia negro no ISDE 2016

Por a 15 Outubro 2016 06:16

Ao quarto dia de competição o amargo sabor da desilusão assaltou as aspirações dos portugueses nos ISDE 2016. A chuva, a lama e as especiais muito deterioradas foram novamente companhia das equipas portuguesas que depois de terem perdido um dos elementos na jornada de ontem apostavam forte num bom resultado para a equipa Sénior.

Luís Correia, Luís Oliveira, Gonçalo Reis e Diogo Ventura fecharam a primeira metade da prova num brilhante quinto posto na classificação por equipas, mas no quarto dia que se realizou na sexta feira, dia de arranque de segunda metade da prova, as aspirações lusas ruíram quando a corrente de transmissão da moto de Gonçalo Reis cedeu e causou igualmente danos  no carter do motor da sua moto, o que provocou o abandono do piloto do Magoito.

Um revés inesperado que coloca a equipa lusa fora dos lugares de destaque na competição por equipas e mesmo sem resultados oficiais é inevitável a queda na classificação, à semelhança do que já tinha acontecido ontem entre os Júniores. O dia ficou igualmente marcado pelo abandono de André Mouta que foi vitima de uma queda que lhe provocou mesmo um ferimento numa mão que o obrigou a ser assistido pela equipa médica para ser suturado na mesma.

As aspirações lusas estão agora concentradas nas classificações individuais dos seus pilotos e neste duro quarto dia Luís Correia voltou a brilhar e subiu mesmo uma posição na ordem global da prova para ser  um dos cinco melhores na classificação individual onde apesar das condições muito exigentes também Luís Oliveira e Diogo Ventura estiveram em plano de destaque ao subirem na mesma ordem de classificação, para ocuparem agora a 23ª e a 33ª posições respectivamente numa clara demonstração do potencial e rapidez dos pilotos lusos. Diogo Vieira é agora o único Júnior luso em prova e ocupa uma brilhante 119º posição da geral tendo em conta que está a fazer a sua estreia nos International Six Days Enduro.

Este sábado os pilotos cumprem o quinto e penúltimo dia de competição no qual terão que realizar apenas uma volta a um percurso com 212 quilómetros de extensão e no qual estarão desenhadas quatro especiais das quais uma será percorrida por duas vezes. Um dia totalmente novo que será decisivo para as aspirações individuais dos portugueses, pois colectivamente o resultado final está condicionado depois dos desaires deste quarto dia de prova.

Classificação individual após o 4º dia

1º Taylor Robert – KTM com 2h40m56.30s
2º Daniel Sanders – KTM a 25.92s
3º Giacomo Redondi – Honda a 57m04s
4º Josep Montaña – Husqvarna a 1m08.46s
5º Luis Correia – Beta a 1m18.36s
23º Luis Oliveira – Yamaha a 5m52.19s
33º Diogo Ventura – Gas Gas a 7m52.87s
119º Diogo Vieira – Beta a 20m44.92s

NOTA: classificações provisórias

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Enduro
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png