Ilha de Man: Hickman junta Superstock às suas vitórias

Por a 6 Junho 2019 19:30

Peter Hickman mais uma vez atacou logo do início na corrida Superstock TT para tentar continuar a vencer no segundo dia de corridas de 2019.

Reduzida a três voltas para se encaixar no programa sobrelotado de cinco corridas, a corrida da Superstock também viu a introdução de uma paragem obrigatória no final da volta 1, para garantir a segurança dos pilotos e equipas.

Em Glen Helen, Hickman já era 1,68 segundos mais rápido do que o segundo colocado Dean Harrison, que tinha uma vantagem de 1,582 segundo, numa repetição da ordem da anterior corrida 2 de Supersport.

Em Ballaugh, Michael Dunlop chegou ao terceiro posto, relegando Hillier ao quarto lugar, à frente de Conor Cummins e Michael Rutter.

Hickman consolidou a posição em Ramsey, com quase quatro segundos de vantagem sobre Harrison, enquanto Michael Dunlop aumentou para 4,7 segundos, enquanto os três primeiros se afastavam dos restantes.

Mais uma vez mostrando o seu total domínio da seção da Montanha com uma vantagem de 9,026 segundos sobre Dean Harrison, 212,5 Km/h foi a velocidade média de Peter para a volta de abertura, um desempenho quase incrível de uma partida estática incluíndo abrandar para entrar no pit lane.

Atrás, a corrida de James Hillier sofreu um duro golpe quando este teve uma penalidade de 30 segundos por exceder o limite de velocidade de 60Km/h no pitlane, relegando-o para o 9º lugar atrás de Davey Todd.

Dominic Herbertson e Horst Saiger também sofreram penalidades semelhantes.

Na segunda volta, Peter Hickman ampliou a vantagem para 16,576 segundos sobre Dean Harrison.

Em termos de tempo, Harrison colocou a Kawasaki entre 2 BMW com o furioso Hickman na frente e o ressurgente Michael Dunlop na BMW da Tyco, a 13,741 segundos de distância.

Em Glen Helen, na terceira volta, David Johnson, da Honda, tinha alcançado Michael Dunlop e garantiu o terceiro lugar por apenas 0,784 segundos.

Por Ramsey, Michael retomou o terceiro lugar por meio segundo. Conor Cummins estava longe de estar fora de disputa para a terceira posição no pódio, perdendo apenas cinco segundos para Johnson em Ramsey.

Peter Hickman acabou por conseguir uma confortável vitória com uma vantagem de 26,045 segundos sobre Harrison. A verdadeira excitação veio na batalha pelo 3º lugar, quando Michael Dunlop e David Johnson desceram Bungalow com apenas um segundo entre eles.

No final, Johnson alcançou o seu primeiro pódio por uns incríveis 0,208 segundos de Dunlop, apesar de o ter seguido em Cronk-ny-Mona, para dar à Honda um regresso muito bem-vindo ao recinto dos vencedores da Superstock.

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Velocidade
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png