SSP300, 2021, Portimão: Já Campeão, Huertas foge com vitória

Por a 3 Outubro 2021 16:59

O piloto espanhol foi coroado Campeão no Sábado e, sem pressão na sequência do título, obteve uma retumbante vitória na última corrida da época

A corrida final do Campeonato Mundial de Supersport 300 de 2021 proporcionou um pouco do mesmo drama e emoção no Autódromo Internacional do Algarve que o resto da temporada.

Previsivelmente, por uma vez, o recém-coroado Campeão Adrian Huertas (Kawasaki MTM) reclamou a vitória na Corrida 2 da Ronda Motul Portuguesa, num encontro tipicamente frenético.

A primeira metade da prova de 13 voltas envolveu pilotos que tentavam fugir, mas foi o Campeão Huertas que o conseguiu fazer a algumas voltas do fim, estendendo a sua vantagem no início da penúltima volta para mais de dois segundos, para terminar a temporada em estilo com a sua sexta vitória de uma temporada recordista.

Exibindo uma decoração especial de ouro na sua Kawasaki e no seu capacete, a vitória de Huertas foi a 25ª de Espanha no Campeonato, bem como a oitava da sua carreira que iguala a do companheiro de equipa Jeffrey Buis’ (Kawasaki MTM) a partir de 2020.

O piloto britânico Tom Booth-Amos (Kawasaki SKM) tinha desafiado para o título em 2021, mas uma lesão sofrida na Catalunha descarrilou as suas aspirações ao título, assegurando o segundo lugar no Campeonato.

Para tanto, terminou em segundo depois de Jeffrey Buis (Kawasaki MTM) se ter retirado da corrida depois de uma queda que forçou o Campeão de 2020 a sair da corrida, com Buis a ficar terceiro no Campeonato.

Bahattin Sofuoglu (Biblion Yamaha Motoxracing) foi terceiro na corrida final da campanha e terminou a temporada com cinco pódios de uns possível seis no triplo encontro.

Iñigo Iglesias (SMW Racing) foi quarto e falhou o pódio por apenas 0,012s atrás de Sofuoglu, com o piloto japonês Yuta Okaya (Kawasaki MTM) a apoiar o seu terceiro lugar na Corrida 1 com sexto lugar na Corrida 2.

O Rookie Dirk Geiger (Kawasaki SKM) reclamou um segundo sexto lugar sucessivo durante o seu fim-de-semana de estreia, pois embora o piloto alemão tivesse cruzado a linha em quinto, foi despromovido para um lugar por exceder os limites da pista na última volta.

O piloto holandês Koen Meuffels (Kawasaki MTM) ficou em sétimo lugar à frente de Oliver König (Movisio by MIE), com o piloto checo a obter mais um lugar entre os dez primeiros, mas a apenas 0,081s de Meuffels.

Mirko Gennai (Team BRcorse) ficou em nono, a dois décimos de José Luis Perez González (Accolade Smrz Racing) que completou a lista dos dez primeiros.

Foi mais um fim-de-semana forte para Bruno Ieraci (Prodina Team) após o seu regresso ao Campeonato, ao reclamar o 11º lugar, perdendo um lugar nos dez primeiros por apenas 0,045s.

Gabriele Mastroluca (ProGP Racing) ficou em 12º à frente de Kevin Sabatucci (Projecto Kawasaki GP); Sabatucci tinha cruzado a linha no 12º lugar, mas também perdeu um lugar por exceder os limites da pista na última volta.

Quanto ao contingente português, Alonso foi mais uma vez o melhor, mas no ritmo frenético da última corrida do ano, as coisas correram menos bem, ao acabar em 27º, enquanto, pelo contrário, Dinis Borges melhorou para 31º e Duarte fechou mais uma vez o pelotão em 36º.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Supersport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x