SSP, 2021, Most: Aegerter em vitória tática na Corrida 2

Por a 8 Agosto 2021 15:00

O suíço pode ter perdido o pódio no sábado, mas regressou com um estrondo no domingo, impondo-se a Odendaal e González

A Corrida 2 no Autodrom Most foi outra luta emocionante na frente ao longo das 19 voltas. Depois de ter obtido uma vitória na Corrida 1, Steven Odendaal (Evan Bros. SSP Yamaha) tinha como objetivo uma vitória dupla, mas não seria fácil. Odendaal e Manuel González (Yamaha ParkinGO) tinham optado pelo composto SC0 mais duro, enquanto que Dominique Aegerter (Yamaha Ten Kate), segundo na grelha e líder do Campeonato, optou pelo pneu traseiro SCX, e seriam estes três que iriam até às últimas voltas em disputa pela vitória.

Foi uma corrida confusa para a primeira chicane, quando Jules Cluzel (Yamaha GMT94) entrou de lado na curva de abertura e saiu do caminho, evitando por pouco o cascalho e voltando a juntar-se ao campo em décimo lugar.

No entanto, não foi o único a cometer um erro, já que Manuel González (Yamaha ParkinGO) passou pela gravilha e voltou na Curva 3.

Philipp Oettl (Kawasaki Puccetti Racing) encontrou-se à frente de Dominique Aegerter (Yamaha Ten Kate), com Can Öncü (Kawasaki Puccetti Racing) mais uma vez terceiro, à frente de Federico Caricasulo (Biblion Iberica Yamaha Motoxracing).

Depois, desastre para Jules Cluzel, ao ser aniquilado na Curva 1 por Kevin Manfredi na Volta 2 e uma volta mais tarde, seria a vez de Steven Odendaal ao chegar à Curva 1, e Dominique Aegerter era agora o líder da corrida, mas atrás também estavam em curso manobras, quando Manuel González escolheu passar Luca Bernardi (CM Racing) e Philipp Oettl.

González entrou momentaneamente na liderança na Volta 6, na Curva 4, mas Aegerter manteve-se à frente de González e agora Bernardi, que fez uma jogada ousada na Curva 2 para terceiro.

Na Volta 10, Steven Odendaal ficou em quarto lugar à frente da Oettl enquanto Bernardi caia para quinto.

Odendaal estava agora em terceiro, enquanto Aegerter e González estavam à sua frente ligeiramente espaçados. Odendaal estabeleceu a volta mais rápida e Caricasulo voltava aos cinco primeiros, passando Bernardi na Curva 1 na volta 11, enquanto um problema técnico tirou Randy Krummenacher (EAB Racing Team) da corrida mais atrás.

A 3 voltas do final, o ritmo de Aegerter na frente começou a flutuar entre os 1:35s médios e os 1:36s baixos, trazendo Manuel González de volta ao jogo, enquanto Steven Odendaal se aproximava como um tubarão atrás de ambos. Philipp Oettl era agora um distante quarto, com Luca Bernardi em quinto à frente de Valentin Debise (Yamaha GMT94).

Odendaal ficou em segundo lugar na Curva 21, e Odendaal tentava ficar à frente de Aegerter.

Com Aegerter de novo no topo para vencer, e Odendaal em segundo, o quarto lugar foi para Oettl, enquanto Bernardi completava os cinco primeiros à frente do compatriota Federico Caricasulo.

Valentin Debise foi um sólido sétimo à frente de Niki Tuuli (MV Agusta Corse Clienti), enquanto Can Öncü mais uma vez desvaneceu à medida que a corrida prosseguia para terminar em nono à frente de Raffaele De Rosa, da Kawasaki.

Morais marcou um ponto ao acabar em 15º na R6 da Wojcik.

0 0 votes
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x