SSP, 2020, Magny Cours: os últimos cartuchos

Por a 1 Outubro 2020 16:00

Ainda há muito para jogar durante a Ronda Francesa, já que a Yamaha pode selar o título do Campeonato de Fabricantes de 2020

Com o Campeonato de Pilotos decidido, mas muito ainda em jogo na Ronda Francesa da Pirelli, o Mundial FIM de Supersport segue para o Circuito de Nevers Magny-Cours para a penúltima prova do Campeonato,

Há uma forte presença caseira que promete trazer batalhas de grande magnitude ao campeão Andrea Locatelli (Yamaha Bardahl Evan Bros.), com o italiano a enfrentar outro novo circuito.

A série de vitórias de Locatelli pode ter chegado ao fim durante a Corrida 1 na Catalunha, mas ele respondeu de forma perfeita na Corrida 2 para reclamar a sua décima vitória da temporada e garantir o Campeonato de Pilotos.

Magny-Cours é um novo circuito para o italiano, mas novos circuitos não o impediram de vencer até agora em 2020, e Locatelli procurará continuar a sua temporada dominante e terminar o ano com mais vitórias e mais recordes naquela que já é uma temporada histórica. A sua equipa da Yamaha Evan Bros. sofreu um duplo abandono no ano passado e espera que a sorte esteja do seu lado este ano.

Agora segundo classificado no Campeonato, Lucas Mahias (Kawasaki Puccetti) ficou em segundo lugar no Circuito de Barcelona-Catalunha e agora, o francês procura fazer melhor na corrida de casa e conquistar a sua primeira vitória em 2020.

Venceu em Magny-Cours em 2019, depois de uma última volta com Isaac Viñales (Kallio Racing) e tem três pódios nas últimas quatro corridas, nunca terminando fora dos quatro primeiros lugares das SSP. Assim, Mahias pode voltar a ser um herói caseiro.

Tendo sido declarado inapto para a Catalunha, Jules Cluzel (Yamaha GMT94) está atualmente na lista de inscritos para a visita das SSP a Magny-Cours, mas com duas fraturas na perna esquerda na sequência de uma queda em Teruel com Raffaele De Rosa (MV Agusta Reparto Corse), é improvável que alinhe.

Depois de um fim de semana forte na Catalunha, o estreante alemão Philipp Oettl (Kawasaki Puccetti) visita mais uma nova pista, mas espera que o seu ímpeto de Montmeló o leve para a frente.

Oettl pode estar a competir em Magny-Cours pela primeira vez na sua carreira, mas o alemão tem mostrado um ritmo forte durante toda a temporada e espera poder subir ao pódio mais uma vez e talvez até conseguir a sua primeira vitória.

O piloto italiano Raffaele de Rosa está em quinto lugar no Campeonato, depois de ter saído do pitlane na Corrida 1 até ao 14º e ser 4º na Corrida 2 e vai procurar continuar o seu forte ritmo de corrida. O melhor resultado de De Rosa em Magny-Cours é quarto, alcançado no ano passado, mas tem melhorado continuamente os seus resultados em todas as corridas aqui. Foi 12º na sua primeira corrida no circuito em 2013, antes de regressar às SSP cinco anos depois com um sétimo. O italiano também tem experiência em SBK em Magny-Cours, garantindo um top 10 na Corrida 2 em 2017.

Corentin Perolari parecia prosperar como o único piloto a tempo inteiro na equipa da Yamaha GMT94 na Catalunha e mostrou um ritmo forte ao longo de todo o encontro, lutando no grupo de liderança e, nas fases iniciais de ambas as corridas, liderando mesmo. Perolari já correu duas vezes em Magny-Cours nas SSP, garantindo um top 7 em 2018 e 2019.

Andy Verdoïa (bLU cRU by MS Racing) está cheio de confiança após a sua vitória chocante e vai parecer estar a lutar novamente entre os dez primeiros, desta vez, diante do seu público em casa. Garantiu um quarto lugar em Magny-Cours em 2019, nas SSP300; a experiência da pista é algo que ele espera que lhe dê uma ligeira vantagem sobre alguns dos seus concorrentes.

Há dois pilotos de um evento só que participam na Ronda Francesa Pirelli com Stephane Frossard (Moto Team Jura Vitesse) e Karel Hanika (WRP Wepol Racing) alinhados na grelha. Hanika acaba de ganhar as 12 Horas do Estoril e tem experiência nas SBK, tendo garantido dois pontos em Laguna Seca em 2018 e junta-se a Danny Webb na equipa gerida por James Toseland, enquanto Frossard competiu pela última vez em SSP no mesmo ano.

A Yamaha poderá selar o Campeonato de Fabricantes para 2020, superando a Kawasaki por três pontos nas duas corridas, mas uma única moto Yamaha no top 12 vai coroar o fabricante japonês como Campeões, independentemente do desempenho da Kawasaki.

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Supersport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x