SBK, Estoril: Rea em 6º Título Mundial consecutivo.

Por a 18 Outubro 2020 10:21

O piloto norte-irlandês alcançou o seu sexto Título Mundial consecutivo na classe rainha, um feito inédito no Campeonato do Mundo de Superbike Motul.

Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) garantiu o seu sexto título mundial de Superbike na última ronda da temporada de 2020, depois de uma espetacular prestação no Circuito Estoril.

O piloto de Ballymena (Irlanda do Norte) continua a escrever e a reescrever os livros de história das Superbike, 13 anos depois de ter chegado ao Mundial.

Tendo conquistado mais títulos e corridas do que qualquer um na história do Campeonato, Rea continua a aumentar a era do seu domínio na classe rainha com uma nova coroa na campanha de 2020. Aos 33 anos, Rea demonstrou mais uma vez que a sua ambição, talento e recursos não têm fronteiras nem limites à vista.

E isto, apesar de a temporada de 2020 ter começado como uma das mais disputadas nos últimos anos, tanto pelo número de rivais capazes de vencer corridas, algo que foi confirmado ao longo da temporada, como devido à competitividade de todos os fabricantes.

Além disso, apesar da competição ter sido interrompida pela pandemia do Coronavírus e condensada pela mesma circunstância a oito rondas de intensidade máxima.

O início em Phillip Island estabeleceu a tendência para a temporada, oferecendo três vencedores diferentes e dois líderes do Campeonato, Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata) e o colega de equipa de Rea, Alex Lowes.

O norte-irlandês, por seu lado, iniciou a campanha a vencer a Corrida Superpole Tissot da Ronda Australiana.

Em seguida, a epidemia global do Covid-19 caiu como um rude golpe, que colocaria toda a atividade competitiva em espera durante quase cinco meses e perturbaria completamente o calendário inicialmente previsto.

A incerteza e a longa espera acabaram finalmente com o recomeço do Campeonato no circuito de Jerez, onde Scott Redding (Ducati Aruba.It) brilhou com especial intensidade.

O estreante inglês montou o seu desafio com duas vitórias e um segundo lugar que o colocou como novo líder do Campeonato, com uma vantagem de 24 pontos. Rea limitou os danos na pista Andalusa com uma nova vitória na Corrida Superpole Tissot.

A reação do norte-irlandês surgiu de forma estrondosa na ronda seguinte, no circuito de Portimão, mais um cenário talismã recorrente para o piloto da Kawasaki.

A desforra do pentacampeão veio com três vitórias dominantes entre sábado e domingo, um surpreendente hat-trick que lhe deu a liderança do Campeonato pela primeira vez em 2020 e uma escassa vantagem de 4 pontos sobre Redding.

O layout do MotorLand Aragón foi mais tarde palco de um encontro duplo sem precedentes em fins de semana consecutivos.

A luta pelo título entre os dois mais proeminentes candidatos intensificou-se ao longo de seis corridas, embora outros protagonistas estivessem intercalados entre eles, como Michael Rubén Rinaldi, que se estreou como vencedor nas SBK em Teruel, ou Chaz Davies, que lutou pelas vitórias e exibiu um regresso à sua melhor forma.

Redding venceu a Corrida de Aragón 1 e a corrida Superpole em Teruel, mas foi mais inconsistente e perdeu pontos.

O norte-irlandês da Kawasaki obteve resultados consistentes quando não conseguiu vencer e no final dessas duas semanas, Rea tinha ampliado a sua vantagem para 36 pontos.

Na Ronda da Catalunha, Rea teve de partilhar as vitórias com outros dois vencedores, Chaz Davies e Michael van der Mark, mas a sua vitória na Corrida 1 e, mais uma vez, a sua consistência no fim-de-semana permitiram-lhe aumentar a vantagem sobre Redding para 51 pontos e chegar a Magny-Cours com a possibilidade de conquistar o título na 7ª ronda.

No entanto, apesar de ter vencido as duas primeiras corridas em França, a reação da dupla Ducati na Corrida 2, com o triunfo de Scott Redding e o terceiro lugar de Chaz Davies, fez com que o título fosse decidido na final da temporada no Estoril.

Com uma vantagem de 59 pontos, Rea tinha tudo a seu favor para completar a sua missão no Estoril, e no sábado conquistou brilhantemente o seu novo título mundial com uma 4º lugar, num cenário inédito para a atual geração das SBK.

Apesar da chegada de novos rivais e do surgimento de uma nova geração de pilotos, apesar da mudança no formato de calendário que a crise de saúde forçou; apesar de tudo, a era de Rea continua a expandir-se.

Em 2020 alcançou um marco impensável, o sexto título mundial consecutivo, e já está perto das 100 vitórias de carreira, conquistas nunca antes alcançadas neste Campeonato. Um sucesso sem fronteiras ou limites, apenas ao alcance daquele que já é o melhor piloto de SBK da história.

Deixem os Parabéns a Jonathan Rea através das redes sociais com a hashtag #Rea6!

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x