SBK, Argentina, TL2: Toprack sólido na frente, queda feia de Rea

Por a 15 Outubro 2021 22:19

A corrida pelo título do Mundial de Superbike 2021 está ao rubro. O dia de hoje terminou com Toprak Razgatlioglu (Yamaha) dominador, numa sexta-feira negra para o seu principal rival pelo título, Jonathan Rea.

O Circuito San Juan Villicum volta a acolher o mundial SBK depois de um hiato em 2020 devido à pandemia. E, nesse interregno, as coisas mudaram e o ‘Rei’ Rea tem a coroa em risco muito elevado. Hoje, Toprak Razgatlioglu com a R1 da Pata Yamaha Brixx dominou o dia à frente de Scott Redding, enquanto o rival pelo título Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) caiu fortemente na Curva 6, perdendo os restantes  30 minutos da sessão.

No geral, a vida esteve de feição esta tarde (já noite em Portugal) para Razgatlioglu, que começou de onde parou no TL1, para voltar a ser o mais rápido. O turco da Yamaha  foi quase imediatamente mais rápido do que de manhã e estava no ritmo certo: estabeleceu um ritmo elétrico ao longo do TL2, melhorando em quase todas as voltas antes de baixar o seu tempo para 1m37s nos últimos cinco minutos. Um 1m37,872s viu Razgatlioglu manter a vantagem e é definitivamente o piloto a bater no fim-de-semana.

 O companheiro de equipe Andrea Locatelli continuou a se adaptar a San Juan e à Yamaha YZF-R1. À margem dos dez primeiros durante a maior parte da tarde, Locatelli acabou por terminar em oitavo depois de ser décimo na sessão da manhã.

DUCATI E KAWASAKI NO TOP 5

À medida que a temperatura subia no circuito argento, viu-se uma exibição forte de Michael Ruben Rinaldi (Aruba.it Racing – Ducati), que esteve entre os quatro primeiros durante a maior parte do TL2, enquanto o companheiro de equipa Scott Redding ficava no quinto lugar. Ambas as Ducatis estavam na perseguição ao entrarem em pista e continuaram a melhorar os seus tempos por volta, partindo para o ataque nos últimos dez minutos da sessão: Redding melhorou, tal como Rinaldi. Redding foi o segundo a menos de um minuto do fim, enquanto Rinaldi manteve a quarta posição.

As honras nos Independentes também foram para a Ducati, com Chaz Davies (Team GoEleven) em sexto, à frente de Axel Bassani (Motocorsa Racing), que foi bastante impressionante em sétimo na sua primeira visita a San Juan.

Na Kawasaki foi um desastre a tarde de sexta-feira para Jonathan Rea, que caiu forte na Curva 6. Ele e a sua moto foram parar à gravilha, com a ZX-10RR gravemente danificada, enquanto felizmente o seis vezes campeão mundial foi capaz de ir pelo seu pé e apanhar uma ‘boleia’ de scooter em direção ao paddock. O companheiro de equipa Alex Lowes estava a ter um forte regresso à acção, foi o segundo na maior parte da sessão depois de ter sido quarto no Tl1. No final da sessão, Rea não conseguiu melhorar devido à moto danificada e terminou em quinto, enquanto Lowes desceu para terceiro. Ambos vão tentar enfrentar Razgatlioglu e Redding durante o fim de semana.

HONDA E BMW NA LUTA…

A melhor Honda foi a de Leon Haslam. O ‘Pocket Rocket’ terminou em décimo no seu regresso a San Juan,tendo um início sólido para Haslam; Alvaro Bautista (Team HRC) mostrou ritmo para estar entre os dez primeiros.

Hoje não foi o dia mais ‘fácil no escritório’ em San Juan para a BMW, com Michael van der Mark a ser apenas 14º, uma posição à frente do seu companheiro de equipa Eugene Laverty. Ambos obtiveram grandes ganhos em termos de tempo de volta, mas ficaram a mais de 1,4s do melhor tempo de Razgatlioglu.

RESULTADOS SUPERBIKE – TL2

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Destaque Homepage
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x