SBK, Argentina, Corrida 2: Redding vence após batalha emocionante

Por a 17 Outubro 2021 22:02

Na Corrida 2 das SBK no Circuito San Juan Villicum, assistiu-se a uma luta intensa entre os três primeiros do campeonato durante as 21 voltas da corrida. Redding, Razgatlioglu e Rea passaram pelo comando da corrida, que acabou na posse do piloto da Ducati.

O britânico Scott Redding conquistaria a sua primeira vitória na Argentina, numa corrida em que na primeira parte lideraram Toprak Razgatlioglu (Pata Yamaha com Brixx WorldSBK), e depois Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team WorldSBK), antes do britânico assumir as rédeas da competição. No final, Rea reduziu em apenas quatro pontos a diferença para o piloto turco líder do mundial.

REA AO ATAQUE A RAZGATLIOGLU NAS PRIMEIRAS VOLTAS

Jonathan Rea fez uma boa largada do terceiro lugar na grelha, enquanto Toprak Razgatlioglu que saiu da pole position para liderar por um breve período até o britânico o passar ao cabo de 3 voltas, mas na verdade à 4ª volta Rea descia para terceiro.

Redding subia para o segundo lugar com uma passagem sobre Rea antes de passar Razgatlioglu na Curva 8 na 5ª volta, enquanto Axel Bassani no quatro lugar (Motocorsa Racing) demonstrava que merece um lugar na equipa oficial da Ducati.

Rea atacou de novo, subiu para segundo e tentou voltar à liderança.  Razgatlioglu era rápido mas o britânico conseguia a aproximação de novo na reta mais longa e surpreendeu o turco por dentro na 6ª volta. O piloto da Yamaha recuprava depois o primeiro posto, até na 9ª volta ser a vez de Redding surpreender Rea na Curva 1 para subir ao segundo lugar. Razgatlioglu passava então a sentir a pressão de Redding e faz uma primeira tentativa de passar o turco na Curva 8, com Razgatlioglu a responder instantaneamente.

Na 10ª volta na Curva 7, Redding seria então capaz de consumar a ultrapassar Razgatlioglu para passar para a liderança da corrida, com Rea também quase a conseguir passar a estrela turca na Curva 8, mas Razgatlioglu respondeu mantendo o segundo lugar. Esta disputa entre Rea e o turco da Yamaha, permitiria que Scott Redding se escapasse na frente da corrida após duelos emocionantes.

LUTA PELO PÓDIO

A corrida continuou com a batalha entre Razgatlioglu, Rea e Bassani muito viva. Rea cortou para trás sob Razgatlioglu na Curva 7 para passar brevemente para o segundo lugar na volta 14, mas Razgatlioglu recuperou a posição durante a travagem na Curva 8. Na 16ª volta, Rea fez a ultrapassagem crucial para passar Razgatlioglu na Curva 1 mas o turco foi praticamente a par com o campeão do mundo até a Curva 5. Depois disso, Rea conseguiu o segundo lugar, à frente de Razgatlioglu, com Redding a conquistar a vitória, algo que não acontecia desde a Corrida 1 na Catalunha.

BASSANI FANTÁSTICO

Axel Bassani abandonou o trio da frente nos momentos finais, mas ainda assim conseguiu o quarto lugar após outra excelente corrida para o estreante italiano, ao resistir a um desafio tardio do companheiro de equipa da Ducati oficial, Michael Ruben Rinaldi (Aruba.it Racing – Ducati) por apenas meio-a- segundo no final da corrida de 21 voltas.

Michael van der Mark (BMW Motorrad) que também andou quase sempre no grupo da frente iria perder o quinto lugar para Rinaldi, voltando para casa com um sexto lugar.

Andrea Locatelli (Pata Yamaha Brixx) e Garrett Gerloff (GRT94 Yamaha) terminaram em sétimo e oitavo, respectivamente, com a estrela americana Gerloff a perder o sétimo lugar por apenas três décimos no final da corrida. Apesar de ter falhado o sétimo lugar, os pontos de Gerloff, juntamente com os dos seu companheiro Kohta Nozane que terminou em 14 º lugar, foi o suficiente para a GRT Yamaha reivindicar título das melhores equipas Independentes em 2021.

Chaz Davies (Team GoEleven) e Alvaro Bautista (Team HRC) lutaram pelo nono lugar nos momentos finais da corrida com apenas oito décimos a separarem a dupla ao cruzarem a linha de chegada. Bautista, um vencedor da corrida em San Juan para a Ducati, mas fazendo sua primeira aparição na Honda máquinas na Argentina, conseguiu recuperar a partir de 15 º lugar depois de perder um ponto durante a Tissot Superpole Race da manhã.

O companheiro da equipa HRC de Bautista, Leon Haslam, foi 11 º , com ambos os pilotos da equipe HRC a amealharem pontos na primeira aparição da equipa em San Juan. Tito Rabat (Kawasaki Puccetti Racing) reivindicou 12 º lugar, à frente do espanhol compatriota Isaac Viñales (Orelac Corrida VerdNatura) em 13 º com Viñales a mostrar ritmo forte durante todo o fim de semana. Nozane terminou em casa no 14 º lugar e com pontos tal como Leandro ‘Tati’ Mercado (MIE Honda Racing Team).  

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Motosport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x