SBK, 2021: Chaz Davies na Ducati GoEleven

Por a 30 Novembro 2020 13:30

Apesar de terminar em terceiro no Campeonato do Mundo de Superbike de 2020 e de ter vencido a final no Estoril, Chaz Davies viu o seu futuro desportivo tremido. Agora o galês encontrou uma solução miraculosa

“Temos uma parceria muito forte para 2021!”

Chaz Davies

Quando Chaz Davies soube oficialmente, a 14 de Outubro de 2020, que tinha de largar o seu lugar na equipa Ducati depois de sete temporadas para dar lugar a Michael Ruben Rinaldi, nove anos mais novo, o mundo desmoronou para o piloto de 33 anos.

Rinaldi impressionou com a sua vitória e os três pódios em Aragón, mas esse foi o seu único fim de semana de destaque na sua carreira de três anos nas Superbike.

Nas 24 corridas para a Ducati Go Eleven, o italiano teve desempenhos impressionantes este ano, chegando aos oito primeiros lugares, terminando em sétimo no Campeonato do Mundo como melhor privado.

Em contraste, Davies obteve duas vitórias, nove pódios e esteve 19 vezes no top 5, além de acabar no terceiro lugar no mundial.

É bem possível que a Ducati quisesse um rejuvenescimento na equipa de Superbike depois da reserva de Andrea Dovizioso no Mundial de MotoGP.

“O facto de querer mudar as coisas para levar toda a equipa para a frente e torná-la mais bem sucedida provavelmente custou-me o lugar”, dissera Davies em Magny-Cours.

Desde meados de Outubro, o galês tem pensado intensamente sobre como seria o seu futuro desportivo, especialmente quando ficou claro que não havia espaço para ele nas equipas de fábrica da BMW, Honda, Kawasaki ou Yamaha.

A Yamaha Ten Kate mostrou interesse no homem de 33 anos e pelo meio, Davies foi mesmo considerado candidato à equipa de fábrica de Aprilia em MotoGP, mas perdeu para Lorenzo Savadori e Bradley Smith.

Desde o início, a solução com a GoEleven era a mais provável, ou seja, a troca com Rinaldi.

Embora Davies tivesse caído em desgraça com partes da administração da Ducati em Borgo Panigale, ele sempre gostou do apoio da Feel Racing, a força por trás da equipa de fábrica da Ducati, e do principal patrocinador Aruba, a empresa de TI de Stefano Cecconi.

Agora, é oficial: A equipa Go Eleven e Chaz Davies concordaram em trabalhar juntos em 2021!

Para a Go Eleven, Davies é um golpe de sorte: desde 2008, então conhecida como Ducati Sterilgarda com Max Biaggi e Ruben Xaus, não tinham assinado um piloto tão bem sucedido.

O homem de Knighton, Campeão de Supersport em 2011 na Yamaha, conquistou 98 pódios e 32 vitórias em 237 corridas de Superbike.

Depois de Jonathan Rea e Tom Sykes, é o piloto mais bem sucedido do Mundial de Superbike. Desde 2015, terminou o Campeonato do Mundo sempre em 2º menos pelo 3º em 2016.

De 2015 a 2018, Davies foi o único adversário constante do recordista campeão mundial Rea, e muitos pilotos com muito menos vitórias do que Davies já se sagraram campeão do mundo.

Porém, quando a Ducati V4R foi introduzida em 2019, Davies teve grandes dificuldades em mudar de dois para quatro cilindros.

Três vitórias e 19 pódios com a máquina mostram que entretanto se adaptou.

“Esta é uma grande oportunidade para a GoEleven e eu continuarmos o nosso desenvolvimento juntos”, disse Davies sobre o contrato. “Tive um grande final na temporada de 2020, ganhei a última corrida e o maior número de pontos nas últimas nove corridas. Creio que temos uma parceria muito forte para 2021. Tive uma sensação muito boa com a moto da última vez, e podemos começar por aí quando formos testar no próximo ano.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x