SBK, 2020: Entrevista com Rea

Por a 11 Novembro 2020 17:30

Na segunda parte de uma série de entrevistas com Jonathan Rea, o Campeão de 2020 discute os seus rivais em pista e sete vencedores diferentes em 2020

Depois de conquistar o seu sexto título mundial recorde no Mundial de Superbike, Jonathan Rea da Kawasaki Racing falou em detalhe sobre a incrível temporada de 2020, depois de superar mais rivais do que nunca para conquistar o título.
A batalha pelo título de 2020 foi até à fase final da temporada, depois de uma intensa batalha com Scott Redding da Ducati, enquanto sete vencedores de corridas diferentes apareceram pela primeira vez desde 2013.

Discutindo a sua batalha com Redding, Rea disse:

Scott é um tipo super simpático, sempre foi muito aberto, claro e honesto comigo. É bastante civilizado no paddock, mas a rivalidade é intensa na pista. Tem sido uma lufada de ar fresco ter vindo para o Campeonato com tanta experiência no MotoGP com equipas de fábrica. Legitimamente, era o maior rival de Marc Márquez em Moto2, por isso respeitei-o muito quando ele veio, sabia que ele podia fazer um bom trabalho, especialmente depois de ver o que o Álvaro fez em 2019 com a Ducati.”


Rea também se desdobrou em elogios aos seus outros rivais depois de ter sido colega de equipa de Tom Sykes (agora na BMW Motorrad) em 2015, lutando com Chaz Davies nas respetivas carreiras e dando a volta ao Campeonato de 2019 a seu favor, depois de um início impressionante de Álvaro Bautista (agora no Team HRC).

Rea disse: “Quando cheguei à Kawasaki, finalmente tinha uma moto para competir por um Campeonato do Mundo, mas tinha um campeão do mundo reinante na garagem ao meu lado em Tom Sykes e ele era super-rápido. Tive uma grande rivalidade com Chaz Davies porque com o Chaz, nunca se pode não contar com ele. Às vezes, num sábado, pensa-se que ele não esteve bem nos treinos livres, ou fica mal qualificado, e depois vai e ganha a corrida! Durante quatro rondas no ano passado, não percebi como ia conseguir vencer o Álvaro. Conseguimos dar a volta a meio da época, ele cometeu alguns erros e na última parte do ano dominámos.”
Discutindo a temporada de 2020 e sete vencedores de corridas diferentes, Rea disse:

“Houve tantos vencedores de corridas este ano. Não esperava que muitos fossem conseguir, mas só mostra a profundidade do plantel de SBK agora. Ainda assim, a consistência é fundamental. Quando se tem um dia mau, temos de nos certificar de minimizar os danos e acho que conseguimos fazer isso melhor do que todos os outros este ano.”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x