SSP, teste Jerez: Andrea Locatelli marcou o ritmo

Por a 30 Novembro 2019 15:29

O sol voltou a brilhar no segundo e último dia de testes no Circuito de Jerez – Angel Nieto, onde os pilotos das SSP também continuaram os preparativos para 2020. Com a pista mais rápida em comparação com o Dia 1, foi desta vez o ex-piloto de Moto2 Andrea Locatelli (Bardahl Evan Bros. SSP) a definir o ritmo para terminar no topo das tabelas de Supersport.

Infelizmente, a melhor volta do italiano também foi a última que ele conseguiu fazer, pois à tarde ele viu-se envolvido num acidente com três pilotos devido a óleo deixado na pista pela Yamaha de Michael van der Mark.

Apesar disso, Locatelli ainda conseguiu fazer 44 voltas, tentando diferentes compostos de pneus e adaptando-se à sua nova equipa e à sua nova máquina de SSP.

O segundo colocado na geral foi outro piloto vindo do paddock de Moto2, Phillip Öttl (Kawasaki Puccetti), que fechou a 0,046 s da melhor volta de Locatelli e apenas 0,014s à frente de Randy Krummenacher. Não demorou muito para o campeão do mundo de SSP de 2019 se adaptar ao novo ambiente na garagem da MV Agusta, pois declarou estar entusiasmado com o seu novo esquadrão e com o projeto.

Depois de encerrar o Dia 1 no topo, o suíço fez apenas 31 voltas, terminando com 1’42.743 como a sua melhor volta para o dia. Do outro lado da garagem, Federico Fuligni completou 85 voltas para terminar em sexto na geral.

O piloto da Ten Kate Racing EAB, Steven Odendaal, ficou em quarto lugar à frente do piloto da Kallio Racing, Hannes Soomer, enquanto o seu companheiro de equipa Isaac Viñales terminasse em 7º à frente do ex-piloto de Moto3 Can Öncü, que também tentou fazer o máximo de quilómetros possível para se adaptar rapidamente à Kawasaki da equipa turca.

Encerrando a sessão, o piloto belga Loris Cresson (Team Toth) voltou ao traçado depois do acidente sofrido no primeiro dia de testes em Jerez, completando o dia com a melhor volta em 1’45.621.

Dia 2 do Teste Jerez, tempos não oficiais:

  1. Andrea Locatelli (Bardahl Evan. Bros) – 1’42,683 (44 voltas)
    2. Philipp Oettl (Kawasaki Puccetti) – 1’42,729 (62 voltas)
    3. Randy Krummenacher (MV Agusta Reparto Corse) – 1’42,743 (31 voltas)
    4. Steven Odendaal (EAB Ten Kate Racing) – 1’43,090 (88 voltas)
    5. Hannes Soomer (Kallio Racing) – 1’43,262 (39 voltas)
    6. Federico Fuligni (MV Agusta Reparto Corse) – 1’43,311 (88 voltas)
    7. Isaac Viñales (Kallio Racing) 1’43,366 (43 voltas)
    8. Can Öncü (Turkish Racing Team) 1’44,779 (73 voltas)
    9. Loris Cresson (Team Toth) 1’45,621 (40 voltas)

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Supersport
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png