SSP, 2020: Pratama e Verdoia sobem de classe

Por a 31 Dezembro 2019 15:00

A dupla das SSP300 Galang Hendra Pratama e Andy Verdoia ascendem à na classe de SSP em 2020, alinhando na equipa Yamaha bLU cRU SSP. Usando as máquinas vencedoras do campeonato YZF-R6, o indonésio e o francês vão tentar entrar no Campeonato Mundial de Supersport com um estrondo na primeira ronda da temporada na Austrália, em Phillip Island – um circuito que será novo para eles.

Conhecido pelo seu exuberante estilo de pilotagem em pista e celebrações selvagens, Galang Hendra Pratama será o primeiro piloto indonésio a iniciar uma corrida nas SSP em mais de uma década – sendo o último Doni Tata Pradita em Portimão em 2009, também a bordo de uma Yamaha. Pratama teve bastante sucesso nas SSP300, conquistando duas vitórias e três poles.

Tendo feito a sua primeira temporada completa em 2019, Andy Verdoia é uma das próximas estrelas de França e teve uma sólida temporada de estreia nas Supersport 300. O garoto de 17 anos conquistou dois pódios na temporada de 2019 e foi um dos candidatos à vitória em cada prova. Embora o seu desafio ao campeonato tenha acabado prematuramente, ele impressionou com a sua consistência em 2019, com apenas um resultado fora dos nove primeiros.

Andrea Dosoli, gerente da velocidade da Yamaha Motor Europe, expressou a sua satisfação ao ver duas estrelas caseiras da bLU cRU a formar-se no cenário mundial, dizendo: “Estou muito satisfeito por finalmente podermos anunciar a formação da equipa Yamaha bLU cRU de SSP para a temporada 2020, pois completa o caminho dentro da nossa pirâmide de corridas, desde a competição a nível nacional até à classe principal de SBK. “

“Inicialmente, analisámos Galang Hendra e Andy em equipas estabelecidas das SSP, mas vimos nas SSP300 este ano que os nossos pilotos da bLU cRU aprendem uns com os outros e ganham confiança ao compartilhar as suas experiências.”

“Isso teria sido difícil para eles, se os tivéssemos separado para a temporada 2020, mas, mais importante, colocando-os juntos numa equipa em que o desenvolvimento, em vez dos resultados, é a prioridade, estamos deixando claras as nossas intenções para o projeto bLU cRU e o papel da equipa nessa estrutura.”

“Acho que na equipa MS Racing encontramos o parceiro perfeito para este projeto. Eles foram parte integrante do nosso projeto de bLU cRU nas SSP300 e, como vimos com Andy Verdoia e Beatriz Neila este ano, eles têm talento para extrair o melhor de pilotos talentosos, mas inexperientes. Essa será uma habilidade crucial em 2020, quando Galang Hendra e Andy se adaptarem à Yamaha YZF-R6 de SSP, que é mais pesada e mais potente do que a Yamaha YZF-R3 SSP300 a que eles estavam habituados.”

Continuando, Dosoli afirmou que o aumento do nível da competição também será uma nova experiência para o par: “Essa não é a única transição que eles precisam de fazer; em 2020, eles vão estar a competir contra rivais muito mais experientes; portanto, elevar a sua arte de corrida para subir ao próximo nível também será de suma importância. Tenho toda a confiança de que, em Galang Hendra e Andy, temos dois pilotos com talento para serem competitivos nas SSP no futuro e agora devemos concentrar todos os nossos esforços em ajudá-los a realizar todo o seu potencial. Será um desafio, mas nós na Yamaha estamos definitivamente prontos e acho que o mesmo vale para os dois pilotos!”

0 0 vote
Article Rating
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Ensaios
últimas Mundial Supersport
últimas Motosport
Motomais
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x