SBK:Treinos de Misano concluem com Rea no topo

Por a 31 Maio 2019 17:42

Com uma das etapas mais decisivas do Campeonato Mundial de Superbike 2019, a aproximar-se, com quatro rondas num espaço de seis semanas, várias equipas aproveitaram a oportunidade para treinar desenferrujar as pernas no Circuito Marco Simoncelli na passada quarta e quinta-feira.

A prova de Jerez está marcada para 8 e 9 de junho e com os intervalos entre as equipas a diminuir e tantos pontos em jogo, foi uma oportunidade para fazer o que poderia vri a ser um passo vital no desenvolvimento a meio da época.

Infelizmente, a ação em pista na quarta e quinta-feira foi prejudicada por chuvas intermitentes que deixaram o asfalto muito molhado para que muito progresso pudesse ser feito, embora as condições tenham melhorado nas últimas horas de ambos os dias, particularmente na quinta-feira.

Mesmo assim, houve muitos incidentes ao longo dos dois dias, principalmente com Álvaro Bautista (Ducati) a dar uma forte queda na curva. Enquanto Bautista teve sorte e saiu ileso, da sua Ducati Panigale V4 R não se pode dizer o mesmo. É de esperar que tal não ocorra a seguir em Jerez.

O teste foi talvez mais útil para a equipa que mais precisava de uma sessão em pista, a regressada Ten Kate. O retorno dos Holandeses foi anunciado na semana da Ronda de Aragão, mas só quarta-feira em Misano é que finalmente tivemos a oportunidade de ver Loris Baz em acção na Yamaha YZF-R1 da formação.

A chuva nunca foi um problema para o francês (muito pelo contrário: ele conquistou a sua primeira vitória em SBK e os melhores resultados em MotoGP com a pista molhada), por isso Baz aproveitou a oportunidade para testar a sua nova máquina com entusiasmo. Apesar de duas quedas, parecia estar no ritmo e agora tem uma boa base para trabalhar.

Falando após o primeiro dia, Baz lamentou a falta de andamento, mas, no geral, não parecia muito descontente: “Não foi tão mau, começar nessas condições, porque temos muitas coisas para fazer na moto : escolher a posição das peseiras e punhos, a melhor  carenagem, todos esses os pequenos detalhes. A equipa também teve que aprender os sistemas de telemetria no computador. Eu levei tudo com calma no começo, estive apenas a tentar encontrar uma boa sensação com a moto ”.

Mais alguns recém-chegados, caras velhas e “não regulares” também estiveram presentes em Misano, incluindo Xavi Fores e Yuki Takahashi, com a Honda Moriwaki Althea, Niccolo Canepa (o primeiro piloto em Misano) a testar ao lado da Pata Yamaha e o rookie das STK1000 Samuele Cavalieri (Motocorsa Racing). Yuki Takahashi também vai substituir Leon Camier em Jerez, enquanto o piloto britânico continua a recuperar da sua lesão de Imola.

Outro piloto que falou depois do primeiro dia foi Leon Haslam (da Kawasaki Racing), que vai esta à procura de uma primeira visita ao pódio desde Phillip Island. Haslam caiu durante o segundo dia, mas ficou ileso.

Depois afirmou: “Fizemos uma pequena mudança antes do final de hoje que pelso vistos não resultou e saí e caí imediatamente. A dado momento, fiz uma série de 14 voltas, mas ainda estava a 1-2 décimos de segundo em comparação com as melhores voltas. ”

Mesmo com a chuva, a maioria dos pilotos conseguiu alguma ação em ambos os dias, com os tempos por volta na quarta-feira estimados em cerca de três segundos mais lentos do que o ritmo médio de corrida. Os cronos exatos foram mantidos em discrição por cada equipa, ninguém a querer revelar segredos aos seus rivais com apenas oito dias para a Ronda Espanhola.

Treinos SBK Misano, 2 dias

  1. Jonathan Rea (Kawasaki Racing) 1’34.9
  2. Michael van der Mark (Pata Yamaha) 1’35.1
  3. Alex Lowes (Pata Yamaha) 1’35.2
  4. Alvaro Bautista (Ducati Aruba) 1’35.5
  5. Sandro Cortese (Yamaha GRT) 1’35.5
  6. Chaz Davies (Ducati Aruba) 1’35.5
  7. Leon Haslam (Kawasaki Racing) 1’35.7
  8. Tom Sykes (BMW Motorrad) 1’35.9
  9. Marco Melandri (Yamaha GRT) 1’35.9
  10. Loris Baz (Yamaha Ten Kate) 1’36.5

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png