SBK, Treinos Jerez: Rea e Razgatlioglu lutam pelo topo

Por a 29 Novembro 2019 14:30

O primeiro dia do teste do Campeonato Mundial de Superbike Motul de 2020 no Circuito de Jerez – Angel Nieto chegou ao fim, com pilotos e equipas testando novas peças e motos antes da nova temporada.

Pilotos que retornaram e estreantes das SBK estiveram na pista procurando a configuração perfeita para a temporada de 2020, enquanto as SSP também se juntaram à ação na pista.

Embora quatro bandeiras vermelhas tenham interrompido o processo a dada altura, Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team) derrotou Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata ) e Alex Lowes (Kawasaki Racing Team) para terminar no topo da pilha antes do dia dois.

Melhorando o pacote em áreas específicas e continuando a experimentar novas ideias sobre equilíbrio e configurações para vários cenários, a Kawasaki Racing continuou os seus testes de pré-temporada com uma tarde forte no sul de Espanha.

Jonathan Rea foi o primeiro piloto abaixo da marca de 1:40, enquanto Alex Lowes subiu para o segundo lugar com apenas duas horas de tempo de pista pela frente.

Lowes terminou em quarto lugar, atrás do seu companheiro de equipa e de ambas as Yamaha Pata.

Na Ducati, foi uma tarde difícil para Scott Redding (Ducati Aruba), que teve uma saída na curva 5 e atascou a sua Ducati. O piloto britânico voltou a entrar na pista, mas caiu para sétimo a menos de duas horas do fim, apesar de ter recuperado no final, terminado o primeiro dia em sexto.

Davies estava apenas dois lugares atrás e trabalhava em ergonomia, e nas sensações com o amortecedor traseiro com a Ohlins, mas a outra Ducati, a de Michele Pirro (a substituir Leon Camier na Barni Racing Team) ficou fora dos dez primeiros em 11º.

A Yamaha também estava trabalhando numa vasta gama de afinações nas suas motos, com Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata ) o primeira a sair para a pista.

Toprak estava experimentando os ajustes da travagem motor e queria refinar a sua posição de pilotagem; mesmo assim, o Turco terminou em segundo na geral, dividindo a dupla Rea e Lowes da KRT.

Com 98 voltas, Michael van der Mark também estava a dar duro para melhorar a sai sennsação com novas peças na moto de 2019 e terminou em terceiro.

Loris Baz (Ten Kate Yamaha) alcançou o terceiro lugar, mas caiu na tabela geral, pois continuou trabalhando numa solução para o seu défice de velocidade máxima.

Niccolo Canepa também esteve em pista e era o único piloto já com a Yamaha R1 de 2020, terminando em nono.

A BMW de 2020 viu ação pela primeira vez na temporada e Eugene Laverty fez a sua estreia com o fabricante alemão. Laverty sofreu um problema técnico que trouxe a segunda bandeira vermelha, deixando óleo na pista na curva 2. Tom Sykes passou o dia testando diferentes características do chassis, enquanto também experimentava uma estratégia eletrónica diferente e peças do braço oscilante. Tom Sykes terminou o dia em sétimo, enquanto Laverty foi décimo na geral.

Na Yamaha GRT, Federico Caricasulo e Garrett Gerloff continuaram a sua adaptação à vida nas Superbike. O italiano não entrou nos dez primeiros a maior parte do dia e, como em Aragón, esteve a melhorar a sua posição de pilotagem na moto.

Garrett Gerloff fez mais de 70 voltas na sua primeira vinda a Jerez e passou a maior parte do dia entre os dez primeiros antes de terminar em 12º.

Xavi Forés (Kawasaki Puccetti Racing) ainda estava a habituar-se a voltar a uma moto com especificação SBK e ficou um lugar mais atrás em 13º, enquanto Caricasulo e Lorenzo Savadori (Team Pedercini) ficaram em 14º e 15º, respectivamente.

SBK Jerez, Top 10 dia 1:

  1. Jonathan Rea (Kawasaki Racing Team ) 1:39.207 – 63 voltas
  2. Toprak Razgatlioglu (Yamaha Pata) 1:39.226 – 77 voltas
  3. Michael van der Mark (Yamaha Pata) 1:39.541 – 98 voltas
  4. Alex Lowes (Kawasaki Racing Team ) 1:39.780 – 88 voltas
  5. Loris Baz (Yamaha Ten Kate) 1:40.128 – 98 voltas
  6. Scott Redding (Ducati Aruba) 1:40.137 – 65 voltas
  7. Tom Sykes (BMW Motorrad) 1:40.431 – 50 voltas
  8. Chaz Davies (Ducati Aruba) 1:40.659 – 72 voltas
  9. Niccolo Canepa (Yamaha Pata) 1:40.854 – 68 voltas
  10. Eugene Laverty (BMW Motorrad) 1:40.971 – 63 voltas

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png