SBK, San Juan : 10 factos sobre a Argentina

Por a 8 Outubro 2019 14:30
  1. O Campeonato Mundial de Superbike em 2018 viu a inauguração de San Juan, ao tornar-se a primeira série de classe mundial a correr em San Juan Villicum.
  2. A Argentina no ano passado tornou-se no 26º país a entrar no campeonato como anfitrião, incluindo Portugal, que teve provas em 1988, 1993 e a partir de 2008.
  3. No ano passado, San Juan tornou-se a 48ª pista a entrar no Campeonato Mundial de Superbike, após Buriram, introduzida em 2015.
  4. Todos os vencedores nas novas pistas introduzidas nesta década vão estar na grelha na Argentina. Marco Melandri, vencedor da primeira corrida de todos os tempos realizada em Aragão, 2011 e em Sepang, 2014; Tom Sykes (Moscovo, 2012); Eugene Laverty (Istambul, 2013); Jonathan Rea (Buriram, 2015, San Juan 2018).
  5. Três pilotos argentinos iniciaram pelo menos uma corrida do Mundial de Superbike na história do Campeonato: Nestor Amoroso (Monza 1993), Leonardo Estebán (Misano 1994) e Leandro Mercado (ativo desde 2012).
  6. Se um piloto da Kawasaki marcar pontos na Corrida 1 e Superpole em San Juan, a série atual de pontos na Kawasaki alcançará 200 corridas (iniciada na Corrida 2 de Aragão, em 2012). Isso igualará a maior sequência de corridas nos pontos para o fabricante japonês, que vai de Sugo 1990 Corrida 1 a Laguna Seca 1998 Corrida 2.
  7. Está no radar há algum tempo, mas agora é uma possibilidade real: se Jonathan Rea marcar pontos na Corrida 1 em San Juan, ele igualará a maior sequência de corridas nos pontos, registada por Sylvain Guintoli de Imola 2013/2 para MotorLand 2015/1. A sequência de Rea começou no ano passado em Laguna Seca, na corrida 1.
  8. Jonathan Rea até agora registou uma oscilação de pontos com Álvaro Bautista, vice-campeão e líder inicial do campeonato nesta temporada, de 190 pontos, passando de uma desvantagem de 61 pontos após a 15ª corrida (Jerez Superpole) a uma vantagem de 129 depois do fim de semana de Magny Cours. Se Rea aumentar a sua vantagem de pontos, bate a maior reviravolta do campeonato, registado por ele na última temporada, quando passou de uma desvantagem de 19 pontos na segunda corrida (de Melandri) para uma margem final de 189 (para Chaz Davies), para um balanço total de 208 pontos.
  9. Jonathan Rea atualmente tem 274 partidas. Às 276, ele alcançará Frankie Chili no quarto lugar de todos os tempos. O registo máximo pertence a Troy Corser, com 377 partidas. Um objetivo importante está próximo também de Leon Camier: na sua próxima corrida, ele ficará igual a Carl Fogarty (219 partidas) na 8ª posição de todos os tempos.
  10. Rea tornou-se campeão depois de começar a vencer só após a 12ª corrida da temporada, a primeira vez que isso aconteceu na história das SBK. Até agora, apenas dois pilotos conseguiram vencer um campeonato reivindicando a sua primeira vitória após a quinta corrida: Troy Bayliss em 2001 (primeira vitória na 8ª corrida) e Colin Edwards em 2002 (na 7ª).

 

Deixe um comentário

Please Login to comment
últimas Mundial Superbikes
últimas Motosport
AutoSport https://www.autosport.pt/wp-content/themes/maxmag/images/logo.png